agosto 11, 2020

A Prefeitura de São Paulo suspendeu a operação das ciclofaixas de lazer de forma temporária na cidade. A suspensão começa neste domingo, 1 de setembro.

Segundo comunicado divulgado na sexta-feira, 30 de agosto, a gestão do prefeito Bruno Covas segue em busca de uma nova empresa para realizar os serviços.

A Bradesco Seguros decidiu encerrar a parceria, e no sábado, 17 de agosto, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) publicou um comunicado de manifestação de interesse para que empresas patrocinem as ciclofaixas de lazer de São Paulo, que funcionam aos domingos e feriados, das 7h às 16h.

A Prefeitura não informou se dará continuidade ao serviço SOS Bike, de apoio mecânico aos ciclistas, e ao Bike Tour, com passeios guiados.

De acordo com a prefeitura, as propostas apresentadas até o momento não atendem aos requisitos legais e não garantem a segurança dos ciclistas.

Histórico e ciclovias

As ciclofaixas de lazer foram inauguradas em 2009, no Parque Ibirapuera, e se expandiram aos atuais 117 km de extensão, divididos em 9 trechos:

  • Paulista/Jabaquara (18.61 km);
  • Paulista/Centro (16.2 km);
  • Jabaquara/Ibirapuera (10.2 km);
  • Ibirapuera/Parque do Povo (7.9 km);
  • Parque do Povo/Villa Lobos (15 km);
  • Brasil/Paulo VI (8.5 km);
  • Parque do Povo/Chuvisco (13.4 km);
  • Zona Norte (7.9 km);
  • Zona Leste (19.1 km).

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.