Um vigilante, prestador de serviços da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), foi agredido e empurrado nos trilhos na Estação Jardim Helena da Linha 12-Safira. Segundo informações, o caso aconteceu na tarde desta quinta-feira, 29 de agosto.

Um vídeo que circula nas redes sociais, cujo o Rede Noticiando teve acesso, mostra o momento exato em que um vendedor ambulante agride e empurra o vigilante. Um trem tinha acabado de sair da plataforma da estação quando o funcionário terceirizado foi jogado na via férrea.

Confira o vídeo abaixo:

Não é o primeiro caso

No início do mês, um vigilante que prestava serviços na estação Botujuru, extensão operacional da Linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato-Jundiaí) morreu após ficar internado em estado grave.

Ele e outro vigilante foram espancados com paus e pedras por quatro vendedores ambulantes. Um dos homens se entregou para a polícia, os outros três ainda estão sendo procurados.

Sobre o caso da Linha 12-Safira, o Rede Noticiando entrou em contato com a CPTM, que enviou à seguinte nota:

”Na tarde desta quinta-feira (29/8), por volta das 13h30, a equipe de Segurança abordou um grupo de ambulantes que estava aglomerado na plataforma da Estação Jardim Helena, na Linha 12-Safira.

Durante a atuação, os ambulantes ficaram exaltados e passaram a ameaçar e xingar os vigilantes. Um dos ambulantes chutou um vigilante que caiu na via férrea. Dois ambulantes foram encaminhados para o 8º DP. O BO foi registrado como injuria, ameaça e lesão corporal. O vigilante foi encaminhado para exame de Corpo de Delito e passa bem.

O comércio ambulante é proibido nas estações e trens da CPTM. Isto está definido no decreto que criou o sistema ferroviário”.

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

  1. Ademar sanches says:

    Eu já fui agredido por um ambulante chegando na estação sé só porque me viu denunciando via celular.

      • João Carlos Martins says:

        Porque se eles fizerem isso,além da punição da própria CPTM,eles ainda podem ser punidos pela empresa que trabalham,os vigilantes terceirizados na CPTM infelizmente vivem de mãos atadas,aquele cassetete que usam é só para enfeite nada mais,e pior de tudo é que a ação desses ambulantes ainda contam com o apoio e respaldo dos próprios usuários pois,segundo eles,esses ambulantes estão “trabalhando” como se os vigilantes fossem os vagabundos,isso nunca na CPTM vai mudar e a tendência é piorar,somente Deus é por estes pobres homens e mulheres que,apesar de agirem segundo o decreto 1832/96, não tem o apoio da população,CPTM e pior,da empresa que prestam serviço,lamentável,que Deus proteja esses profissionais porque pela CPTM e pelas empresas que trabalham,se depender delas……que morram.

      • Anônimo says:

        Ia ser pior alguem ia filmar e acusalo de agrecao e ia entra com acao contra o trabalhador q provavelmente iria pwrder o.cargo injustamente

        • Anônimo says:

          Os seguranças deveriam trabalhar armados, pois já são treinados para isso. E seria uma proteção quantos mais seguranças precisa ser agredidos para ser tomar uma posição, quantos mais serão mortos igual na estação botujuru que atacaram um segurança! E mataram… Atenção governo atenção estado ! posicionamento urgente !!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.