Conheça as 10 ferrovias mais perigosas do mundo!

Quem utiliza os trens como meio de transporte seja diariamente ou de forma esporádica, certamente já deve ter parado e se perguntado: Quais são as ferrovias mais perigosas do mundo?

Pensando nisso, o Rede Noticiando destaca 10 ferrovias pelo mundo, que são consideradas as mais perigosas. Confira a lista abaixo:

1- Chennai-Ramerswaram, Índia

Em primeiro lugar nós destacamos essa ponte marítima de 2,06 km que faz parte da rota ferroviária que liga a cidade de Chennai com a zona de peregrinação Rameswaram, na ilha de Pamban, no sul da Índia.

A ponte ferroviária Pamban foi construída em 1914 sobre o Oceano Índico e a parte central dela está aberta para permitir o tráfego de navios e outros tipos de transportes náuticos. Apesar de ser sustentada por 145 pilares de concreto, as fortes correntes oceânicas e ondas do mar, bem como ciclones, muitas vezes representam uma série ameaça tanto para a ponte como para o trem, que chegou a ser inundado inúmeras vezes.

2- Aso Minami, Japão

Essa é a via ferroviária mais perigosa do Japão devido á sua proximidade ao Monte Aso, maior vulcão ativo do país, que atravessa a região de Kumamoto, conectando Station Takamori ao Minamiaso Tateno.

Os trilhos do trem estão ao lado do vulcão e os visitantes estão sempre sujeitos a testemunhar uma erupção a qualquer momento. A lava quente do vulcão é normalmente vista queimando o bosque que cerca as vias e os visitantes podem ver o vapor saindo durante o outono.

3- Nariz do Diabo, Equador

O nome por si já trás medo! Se trata de um trecho de 12 quilômetros entre Alausí e Sibambe, na cordilheira dos Andes do Equador, que foi construído em torno do Condor Pununa em 1902 como parte da ferrovia Quito-Guayaquil.

A seção do ”nariz do diabo” está localizada a 2.743 metros acima do nível do mar e foi considerada uma das vias com execução de engenharia mais difícil do mundo. Os viajantes podem experimentar a subida íngreme em uma série de zigue-zagues e uma queda quase vertical de 500. Assustador não?!

4- Trem das Nuvens, Argentina

A linha ferroviária, inaugurada em 1948, após quase 27 anos de construção foi originalmente feita com fins socioeconômicos, mas hoje é apenas um trem turístico que sai de Salta em uma viagem de ida e de volta de 15 horas por 434 km. A rota passa por um total de 29 pontes, 21 túneis, 13 viadutos, um dos quais está a 4.250 metros acima do mar.

Esta é uma via que passa pela Cordilheira dos Andes a uma distância de 217 km, conectando Salta, noroeste da Argentina, com Polvorilla, na fronteira com o Chile.

5- Passe Branco e Yukon, Alaska

O Passe Branco de 110 milhas de comprimento foi originalmente construído durante a febre do ouro de Klondike para conectar Skaqway, no Alasca, com Whitehorse, no território de Yukin, no Canadá.

Foi aberto em 1900, mas fechado em 1982 após o colapso da indústria de mineração. No entanto, foi reaberto em 1988 como uma ferrovia patrimonial para que os turistas desfrutassem das vias íngremes, passando sobre falésias e paisagens deslumbrantes de montanhas, geleiras e cachoeiras.

A rota sobe até 3.000 pés em um total de 20 milhas e inclui dois túneis, bem como a ponte conhecida como Capitão William Moore, construída em 1901.

6- Kuranda Scenic, Austrália

A ferrovia Scenik de Kuranda tem 34 quilômetros e conecta Cairns até a cidade de Kuranda em Queensland, na Austrália. Foi construída entre os anos de 1882 e 1891 e passa por uma floresta densa do Parque Nacional Barron Gorge, considerado um Patrimônio Mundial e pela cordilheira Macalister.

As vias se submergem a poucos metros em numerosas cascatas, incluindo as Cataratas Barron, que encharcam os passageiros com água. O trem trafega través de 15 túneis, 93 curvas e 40 pontes durante uma viagem de ida e volta de 1,45 horas.

7- Georgetown Loop, Colorado

Esta se trata de uma ferrovia que conecta as cidades vizinhas de Georgetown e Silver Plume, nas Montanhas Rochosas do Colorado. A estrada estreita foi construída em 1877 para fornecer acesso às minas de prata e foi fechada em 1939, mas reaberta em 1984 para fins turísticos. A linha de trem se estende por 7,2 km e corre ao longo de um caminho de “saca-rolhas” em terreno montanhoso, atingindo uma altitude de 640 pés.

O percurso inclui quatro pontes sobre o Valle de Clear Creek, incluindo a Ponte Alta da Porta do Diabo a 100 pés de altura, sobre a qual o trem se move lentamente e de forma precária. Essa deu medo!

8- Lynton & Lynmouth Cliff, Reino Unido

Com apenas 263 metros de cumprimento, essa mini-ferrovia abrange as cidades inglesas de Lynton e Lynmouth, começando nesta última e deslizando por uma inclinação de 152 metros de altura com uma variação de inclinação de até 58 graus.

O trajeto começou a funcionar em 1890 e está localizado no coração do Parque Nacional Exmoor, oferecendo vistas espetaculares do Exmoor e da costa norte de Devon. Os trens, que trafegam nas mesmas vias dos automóveis, podem transportar 40 pessoas cada.

9- Cumbres e Toltec Scenic, Novo México

A Cumbres e Toltec Scenic foi construída em 1880 e é uma ferrovia patrimonial de 64 milhas que opera entre Chama, no Novo México e Antonito, no Colorado. A estreita via foi construída como parte da Extensão San Juan do Rio Grande. O trem vem levando turistas através das pitorescas montanhas rochosas do Sul desde 1971.

A rota deriva seu nome da garganta Toltec, de 800 pés de altura, e Cumbres de 10.015 pés, por onde a via passa. Esta é a via mais alta dos EUA, mas a locomotiva a vapor também avança entre as bordas estreitas, loops, cavaletes e túneis para conseguir chegar ao seu destino.

10- Ferrovia da Morte (Tailândia)

Se você já viu o histórico filme de guerra A Ponte do Rio Kwai, então provavelmente reconhecerá esta rodovia, já que é a mesma do filme. Localizada na província de Kanchanburi, na Tailândia, a construção da Ferrovia da Morte custou a vida de centenas de prisioneiros de guerra americanos e britânicos durante a Segunda Guerra Mundial. Apesar da sua angustiante história, a ferrovia atravessa uma parte linda da Tailândia, com paisagens de florestas de tirar o fôlego.

Embora seja considerado por especialistas um dos meios de transportes mais seguros, por vezes, o trem precisa passar por alguns trechos muito perigosos, pondo em risco todos os passageiros e empregados que ali estão embarcados.

Gostou do nosso artigo? Se além dessas 10 ferrovias mais perigosas do mundo que destacamos você conhece mais alguma? Coloque o nome dela ai nos comentários. Até a próxima!

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.