outubro 19, 2018

No dia 8 de setembro de 1987, São Paulo virou Londres. A Companhia Municipal de Transporte Coletivo (CMTC) colocou em circulação na cidade de São Paulo, 11 unidades de ônibus de dois andares de 4,3 metros de altura. Eles circularam na linha 5111, no corredor de ônibus de Santo Amaro.

Em 1988, mais 26 ônibus foram adicionados à frota – dessa vez, fabricados pela Thamco Indústria e Comércio. Como os londrinos, todos os 37 ônibus de dois andares foram pintados de vermelho. Em cada um deles cabiam 112 passageiros.

CMTC Thanco

Ônibus de dois andares que circulou em São Paulo (Foto: Acervo SPTrans)

Como todo bom brasileiro, o nosso utilitário duplo ganhou um apelido: “Fofão” (devido a seus cantos arredondados). A novidade, entretanto, não passou de uma experiência do ex-prefeito Jânio Quadros, que foi logo descartada: em 1993, os Fofões, que viviam se enroscando nos cabos de força dos trólebus, foram tirados de circulação e vendidos em leilões públicos.

fofão

Veículo preservado no Museu dos Transportes da SPTrans (Foto: Dayane Priscila)

Há hoje um único remanescente público do Fofão brasileiro. Ele está no Museu do Transportes, na Zona Norte de São Paulo, que fica aberto de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. A entrada é franca.

Circular Turismo

Atualmente São Paulo conta com um ônibus de dois andares que atende pelo serviço Circular Turismo onde tem capacidade para 60 pessoas, é equipado com wi-fi, piso baixo e rampa para pessoas que utilizam cadeiras de rodas.

Os passageiros também podem baixar um aplicativo com informações exclusivas e acompanhar cada detalhe do passeio em seus smartphones. Cada passageiro recebe também um informativo impresso com o mapa do centro da cidade.

Veículo com chassi Volvo da Marcopolo do Circular Turismo (Foto: Divulgação SPTrans)

São 10 paradas para visitação:

– Parada 1: Luz
– Parada 2: Mercado Municipal
– Parada 3: República
– Parada 4: Pacaembu
– Parada 5: Paulista – Museu de Arte de São Paulo (Masp)
– Parada 6: Ibirapuera
– Parada 7: Centro Cultural São Paulo
– Parada 8: Liberdade
– Parada 9: Pátio do Colégio
– Parada 10: Theatro Municipal de São Paulo

O bilhete custa R$ 40,00 e vale por 24 horas, ou seja, o passageiro pode descer num ponto de interesse e voltar para o ônibus que passa em outro horário sem custo adicional. A passagem é adquirida dentro do próprio ônibus e o pagamento também pode ser feito por meio de cartão de débito ou crédito. O Bilhete Único não pode ser usado neste ônibus.

O cartão de R$ 40,00 dará direito à gratuidade em espaços culturais como no Catavento Cultural e Educacional, Estação Pinacoteca, Museu de Arte Moderna, Museu Afro Brasil, Museu de Arte Sacra, Museu do Futebol e Pinacoteca do Estado.

A linha de turismo conta até o momento com um ônibus de piso baixo e um veículo de dois andares híbrido da Volvo, com carroceria Marcopolo, operado pela Sambaíba Transportes, empresa que atua em linhas regulares urbanas da Zona Norte da capital paulista.

Informações sobre o Circular Turismo

De segunda a sexta-feira: às 9h, 11h20 e 14h10; Aos sábados: às 8h, 10h30 e 13h30, da parada 1 – República. É possível iniciar o passeio embarcando em qualquer ponto de parada do circuito.

Aos domingos e feriados, saídas às 10h, 12h, 15h e 17h10 da parada 1 – República. Rota alternativa aos domingos. Não passa pela Avenida Paulista.

Igor Roberto

Profissional e estudante de enfermagem, pesquisador, analista financeiro e de mídias sociais. A informação é o meu esporte!
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.