A venda ilegal de passagens ocorre normalmente no Terminal da EMTU da estação Armênia. Os vendedores desta vez, utilizam o cartão BOM, usado no transporte intermunicipal para comercializar entre os passageiros.

Os fraudadores vendem a passagem por R$ 5 na porta dos ônibus, abaixo da tarifa normal, que varia entre R$ 6 e R$ 7. Os passageiros que compram o bilhete tem que passar pela catraca dos ônibus e depois devolver o cartão pela janela.

A quantidade de fraudes não foi informada pela Autopass, empresa que gerencia o cartão BOM, entretanto, ela informou que está testando novas soluções de segurança e que em breve ela será implantada nos ônibus.

Bilhete Único

A venda ilegal de passagens também é oferecida aos passageiros do Bilhete Único. Nas redes sociais não é raro ver alguém comercializar a recarga do bilhete pela metade do preço. Além de vendedores ilegais oferecer a passagem mais barata na frente das estações da CPTM.

Segundo a SPTrans, que administra o Bilhete Único, 850 mil cartões foram bloqueados no 1º semestre, 54% a mais do que no mesmo período do ano passado. A empresa também disse que investe no combate às fraudes e bloqueia os cartões quando verifica mau uso.

SPTrans

Para ficar por dentro das últimas notícias da SPTrans como alterações de linhas de ônibus, entre outras notícias, clique aqui.

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.