O prefeito Bruno Covas, o secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, e o presidente da SPTrans, Paulo Cézar Shingai, estiveram, na manhã deste sábado, 17 de agosto, na garagem da Viação Santa Brígida, na Zona Oeste, de São Paulo, para vistoriar ônibus novos que passam a atender a cidade.

São oito veículos do modelo Padron e dois superarticulados, que passam a integrar a frota de São Paulo, fazendo parte dos mais de 4 mil ônibus novos que a cidade já recebeu desde janeiro de 2017.

“Nós transportamos por dia na cidade de São Paulo algo em torno de 10 milhões de passageiros. E para colocar de pé um sistema com essa capacidade é preciso muitas pessoas envolvidas, de forma anônima e coletiva, que trabalha todos os dias, para poder levar essas pessoas de casa até o trabalho, de casa até a faculdade. O transporte público é uma obrigação do poder público, mas só é possível com a participação de todas essas pessoas”, declarou o prefeito Bruno Covas, ressaltando que até o final da gestão a cidade terá mais de 6 mil ônibus novos na frota.

Todos os ônibus novos são equipados com ar-condicionado, suporte para Wi-Fi, entradas USB e motores Euro V, menos poluentes. Além disso, todos oferecem acessibilidade.

Novos-ônibus
Foto: LEON RODRIGUES/SECOM

A frota municipal de 14.079 ônibus tem sido renovada gradativamente e com isso o sistema chega a 13.865 veículos acessíveis, o que representa um percentual de 98,48% de acessibilidade no sistema.

Novos-ônibus
Foto: LEON RODRIGUES/SECOM

A renovação da frota dos ônibus que circulam na cidade é indispensável para garantir a qualidade na prestação do serviço à população, sempre com foco na redução de emissão de poluentes, conforto e acessibilidade.

“A cidade de São Paulo tem um dos maiores sistemas de transporte de ônibus do mundo. Nós somos referência nos cenários nacional e internacional e isso nos motiva a oferecer um serviço cada vez para a população. E por isso temos ônibus novos rodando em todas as regiões”, acrescentou Edson Caram, secretário de Mobilidade e Transportes da cidade.

O prefeito Bruno Covas também comentou que espera obter em breve a autorização do Tribunal de Contas do Município para prosseguir com a assinatura dos contratos para os próximos 20 anos do transporte público. “É necessário para que a gente saia das amarrações que os contratos emergências impõem, dificultando que se possa avançar em melhorias e investimentos”, disse o prefeito.

“Quando o operador só tem a garantia de que vai receber por seis meses, como nos contratos emergenciais, ele realiza investimentos contando com essa limitação. Quando existe a garantia de contrato para 20 anos, a Prefeitura pode exigir melhorias no sistema, porque o operador vai ser remunerado ao longo desse período. E nos novos contratos será permitido medir e remunerar as empresas pelo desempenho, a partir da satisfação do usuário”, acrescentou Bruno Covas.

SPTrans

Para ficar por dentro das últimas notícias da SPTrans como alterações de linhas de ônibus, entre outras notícias, clique aqui.

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.