julho 3, 2020

O grupo CRCC, gigante no setor ferroviário tem interesse na linha 6-Laranja de metrô.

A informação é do governador de São Paulo, João Doria, que esteve presente ao lado de outros secretários de Estado, em uma reunião com a diretoria da China Railway Construction Corporation (CRCC), que engloba empresas como a CR20.

vale lembrar que o governador está em viagem, na chamada ”Missão China”

Em suas redes sociais o governador fez uma postagem mencionando os interesses dos chineses, entre eles estão o trem intercidades e a conclusão e operação da linha 6-Laranja de metrô, que está com as obras paradas desde 2016.

“Mais uma produtiva reunião aqui na China com a CRCC, uma das maiores empresas do mundo que demonstrou interesse em investimentos na Linha 6-Laranja do Metrô, Trem Intercidades, despoluição dos rios Tietê e Pinheiros, dentre outros”, disse João Doria em suas redes sociais.

O presidente mundial da CRCC, Chen Fenjian, ao lado de Doria, falou sobre a construção e operação de uma linha de metrô em São Paulo. Acompanhe:

“Brasil, um país gigante, São Paulo, um estado lindo e com muito potencial. Tivemos uma reunião de trabalho agora há pouco com muito sucesso e focada nos projetos. A CRCC e a C20 têm interesse nos investimentos no Brasil, principalmente no Estado de São Paulo. avançaremos no projeto do Metrô e ferrovia em conjunto para podermos construir o trem para, no futuro, realizarmos uma operação de sucesso, cooperação sustentável e que traga mobilidade, facilidades e felicidade para o povo brasileiro do estado de São Paulo” – disse o executivo.

Linha 6-Laranja

A linha 6-Laranja vai ligar a Vila Brasilândia à estação São Joaquim, da linha 1-Azul.

As obras estão paradas desde setembro de 2016 e a gestão do Governador João Doria promete reiniciar os trabalhos entre este ano e 2020.

Apenas 15% das obras foram concluídos pelo Consórcio Move São Paulo, formado pelas empresas Odebrecht, Queiroz Galvão e UTC, que parou as intervenções.

No final do ano passado, o ex-governador de São Paulo, Márcio França, declarou caducidade do contrato de Parceria Público-Privada (PPP) com a MoveSP.

A atual gestão estuda se pode ou não reverter a decisão.

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.