agosto 7, 2020

A BYD, fabricante que ficou responsável pela fabricação dos 14 trens para a linha 17-Ouro do monotrilho, terá que readequar seu projeto original para que o material possa operar no ramal que vai ligar o Aeroporto de Congonhas até a Estação Morumbi (com transferência para a linha 9-Esmeralda da CPTM).

A informação é do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, durante uma entrevista a portais de mobilidade, entre os quais o Rede Noticiando participou, na noite desta sexta-feira, 29 de maio.

O secretário explicou que o motivo das readequações é em razão das vigas, já instaladas prevendo os trens da Scomi, que decretou falência.

Baldy informou que conversa com a BYD para que o trem cabeça de série, como é chamado a primeira composição fabricada, seja entregue antes de 18 meses.

O Metrô de São Paulo assinou na última terça-feira, 26 de maio, a Ordem de Serviço para a fabricação dos 14 trens do monotrilho da Linha 17-Ouro, que vai ligar o Aeroporto de Congonhas à rede de transportes sobre trilhos. O documento permitirá também a colocação das portas de plataforma nas oito estações e instalação dos sistemas de controle e sinalização.

A BYD iniciará o serviço com prazo de 720 dias para a montagem do primeiro trem que será avaliado pelo Metrô e, em caso de aprovação, permitirá a montagem dos outros 13 trens.

O contrato com a BYD, que tem valor de R$ 989 milhões e prazo de 38 meses, contempla também a instalação dos sistemas de captação de energia, redes de fibra óptica, controle centralizado, máquina de lavar trens, veículos de inspeção e manutenção de via, além de vigas para testes dos trens.

Contudo, apesar deste prazo estipulado, Baldy informou que espera da BYD uma entrega antecipada.

Linha 17-Ouro do monotrilho

A Linha 17-Ouro era pra ter sido entregue antes da Copa do Mundo de 2014 que aconteceu no Brasil, entretanto, até hoje nenhuma estação ou trem se quer foram entregues.

“trecho prioritário” conforme o governo chama, corresponde as estações Congonhas, Jardim Aeroporto, Brooklin Paulista, Vereador José Diniz, Campo Belo (integrada a linha 5-Lilás), Vila Cordeiro, Chucri Zaidan e o Pátio Água Espraiada.

Quando estiver concluída, a operação e administração do monotrilho nesta linha será de responsabilidade do consórcio ViaMobilidade, que já opera a Linha 5-Lilás de metrô.

*Anderson Dantas em colaboração especial ao Rede Noticiando

Transporte sobre trilhos

Confira a situação das linhas metro ferroviárias em São Paulo na aba “Metrô Agora” e “CPTM Agora” do Rede Noticiando e já saia de casa sabendo se tem alguma alteração ou falha.

Caso você seja usuário do Telegram e queira receber nosso conteúdo em primeira mão, se inscreva no nosso canal, o Rede Noticiando.

E se você for estudante da capital e utiliza o Bilhete Único Estudantil e ainda não renovou, tem dúvidas? Não perca tempo! Confira nossa matéria sobre como renovar seu benefício e tire todas as suas dúvidas.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram

Dayane Priscila

Estudante de Desenvolvimento de Sistemas. Amante de livros, fotógrafa aspirante e amante de astronomia. Dona do instagram Diário da CPTM
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.