junho 29, 2022

O assunto de gestão sempre parece ser uma grande dor de cabeça para quem trabalha na área da saúde e atua como gestor. Isso acontece porque a gestão clínica não é um assunto muito discutido nas graduações. Geralmente é na prática ou na curiosidade que se vai aprendendo.

Mas, afinal, do que se trata exatamente a gestão de clínica? Como fazer para se efetivar uma boa gestão nessa área e ter sucesso? Tudo o que você precisa saber te contaremos com detalhes neste artigo.

O que é gestão clínica?

Bom, para começo de conversa, será muito difícil encontrar um manual específico que se dedique em explicar do início ao fim o que é, na verdade, a gestão clínica. Uma prática bem comum é a de observar o que outros estão fazendo nessa mesma área. Nesse ponto, um bom exemplo que se pode recorrer com certeza é a Seven Gestão. Além de exemplo de como gerir um espaço, ela também ajuda justamente nesse esforço.

Por onde começar?

O início de algo é sempre muito desafiador. E isso é maior ainda quando o assunto é administrar algo. Na gestão clínica o primeiro passo para uma boa administração é, com certeza, o cuidado com o espaço físico. Mas, por quê?

Imagine que todos os lugares que você é atento durante o seu dia são pensados para que você se sinta confortável. Por exemplo, num supermercado, onde o objetivo é que as pessoas não tenham pressa e queiram ficar mais tempo ali comprando, o espaço é pensado de maneira ampla e organizada.

Na clínica, a organização é fundamental. Além disso, pense que esta será a primeira impressão de uma pessoa ao chegar nesse espaço. Mesmo que ela seja bem tratada, se o espaço não for confortável, dificilmente isso transmitirá confiança no trabalho ali oferecido.

Quem pode trabalhar com gestão clínica?

O ideal seria que todas as pessoas que trabalham nessa área ou terem esse foco, façam administração. Porém, todos os cursos na área da saúde já incluem em sua grade de disciplinas estudadas, uma dedicada à administração. Portanto, um curso de administração se indica para quem não tem formação na área da saúde.

Ainda que as noções de administração nesses cursos sejam as mais básicas, os profissionais não precisam se desesperar. Isso porque hoje é possível contratar uma consultoria em gestão clínica, sem grandes dificuldades. Com isso, o gestor pode aperfeiçoar seu conhecimento na área para desenvolver melhor o seu trabalho.

Veja também: Marketing de influência: vale a pena incluir em sua estratégia?

O que se inclui na gestão clínica?

A gestão clínica como tal inclui desde o primeiro momento de um paciente, até o seu acompanhamento após o atendimento. Ou seja, desde o bom dia! Boa tarde! Boa noite! Até uma avaliação de como foi a experiência com o atendimento oferecido.

Um ponto bastante interessante de se perceber é que, o diferencial no mercado é que fará com que se seja visto. Em outras palavras, as ideias inovadoras fazem com que esse gestor consiga levar a sua administração à (patamares) incríveis.

Mas, para ficar ainda mais claro sobre o que se inclui nesse tipo de trabalho, aqui vão os principais pontos que estão dentro dessa necessária gestão clínica.

1. Espaço físico!

Como já dissemos aqui, o espaço físico é muito importante elo simples fato de que ali as pessoas precisam se sentir confortáveis. O conforto para o cliente-paciente que chega deve ir desde um aceso limpo na porta de entrada, com cores bem planejadas, até o local de espera, com poltronas e outros confortos. Além disso, ter um ambiente de cafés e chás se trata de uma grande sacada para que as pessoas se sintam bem à vontade ali.

2.  Atendimento

Essa parte é justamente aquela que mostrará a cara da empresa. Quando há um bom atendimento, com certeza a pessoa volta. Portando, o atendimento é um grande investimento para que as pessoas que ali foram atentas produzam boas recomendações. Nesse sentido, o ideal é ter alguém que goste da área e abrace o ideal da empresa, com pró-atividade, eficiência, organização, discrição etc.

3. Trabalho com os sentidos!

Todo bom profissional da saúde sabe muito bem que o tratamento começa desde o primeiro momento na clínica. Esse é um bom motivo para que se invista na aromatização do espaço, de modo que o ambiente demonstre cuidado e confiança.

Outra prática muito comum e eficaz na clínica é a utilização de música de gêneros mais tranquilos. Isso cria um espaço de tranquilidade e ajuda no tratamento desde esse momento, até aquele onde a pessoa será atendida.

Tenha atenção aos detalhes!

Em conclusão, para uma boa gestão clínica, o melhor filtro é a própria pessoa. Cada um precisa imaginar como seria entrar naquele espaço para o seu atendimento. Cada detalhe faz muita diferença quando o assunto é saúde. Portanto, nunca perca de vista os detalhes de cores, sons, odores e organização. Tudo isso se comunica com as pessoas desde o primeiro instante.

REDE NOTICIANDO

Siga nossas redes sociais e fique bem informado!

Receba em primeira mão nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram.

Rede Noticiando — A serviço da informação!

Wagner Santos

Apaixonado por tecnologia, marketing digital e SEO com 31 anos e 8 de atuação nessas áreas, sou criador da Revista de Marketing e vários outros projetos online. Sempre buscando aprender o que a de melhor e mais atualizado sobre esses assuntos para trazer as melhores respostas para dúvidas nesse meio.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.