setembro 24, 2020

A CPTM vai retomar em novembro o contrato para a instalação de um novo sistema de controle e sinalização dos trens na Linha 10-Turquesa (Brás-Rio Grande da Serra). O equipamento vai permitir que as composições trafeguem mais próximas umas das outras com segurança, reduzindo os intervalos e aumentando a capacidade da linha para receber mais trens.

Os equipamentos foram comprados há 10 anos por 176 milhões de euros e ainda está no depósito da companhia. Atualmente, a operação é feita por um sistema antigo, dos anos 80.

O CBTC, Communication Based Train Control (CBTC), sigla em inglês que quer dizer “controle de trens baseado em comunicação”. é um sistema de controle e sinalização metroferroviário que faz uso de comunicações bidirecionais entre o equipamento do trem e o equipamento na via. Seu objetivo é gerenciar o tráfego na linha. Graças a ele, é possível conhecer a posição exata de um trem numa linha com maior precisão que nos sistemas de controle tradicionais. Com isso, a gestão do tráfego ferroviário ocorre de uma forma mais eficiente e segura, o que permite a redução dos intervalos entre as composições.

A partir da retomada do contrato, a previsão para instalação de todos os equipamentos é de 25 meses. Com isso, a expectativa é que o sistema completo passe a operar em 37 meses.

A meta da CPTM é diminuir o intervalo na Linha 10-Turquesa de 7 para 3 minutos. Em maio deste ano, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, havia prometido a conclusão da instalação do CBTC em 2022. Vamos aguardar!

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.