A CPTM realizou neste final de semana os primeiros testes com o trem da série 2500 que vai operar na Linha 13-Jade entre o Aeroporto de Guarulhos e a capital paulista.

Imagens que circularam nas redes sociais mostram a composição sendo rebocada de um lado para o outro em vias próximas da estação Presidente Altino, em Osasco. O local existe um pátio e uma oficina de manutenção da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

A secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) estima que o novo trem comece a operar comercialmente em dezembro deste ano.

O trem embarcou para o Brasil em 20 de junho em um navio especial e atracou no porto de Santo na noite de 4 de setembro. Ele foi fabricado pelo consórcio Temoinsa-Sifang que venceu a licitação internacional com a apresentação da melhor proposta no valor de R$ 316,7 milhões para a fabricação dos oito trens. A aquisição dessa frota está sendo financiada com recursos do Banco Europeu de Investimento (BEI), que disponibilizou € 85 milhões para o Governo do Estado de São Paulo.

Diferenciais

Os principais diferenciais dessa frota, chamada 2500, são o bagageiro para malas pequenas localizado acima dos assentos e o espaço específico para malas grandes. Esses itens vão garantir conforto na viagem até o Aeroporto Internacional de Guarulhos. Atualmente, circulam na Linha 13-Jade trens novos do mesmo padrão das demais linhas da CPTM.

Confira algumas fotos dos testes com a nova composição:

  • Trem série 2500 da Linha 13 da CPTM
  • Trem série 2500 da Linha 13 da CPTM
  • Trem série 2500 da Linha 13 da CPTM
  • Trem série 2500 da Linha 13 da CPTM
  • Trem série 2500 da Linha 13 da CPTM

Trem conta com tecnologia de abertura de portas inédita na CPTM

Um botão de abertura manual de portas está instalando nas composições da série 2500. Conforme mostra a imagem (Veja abaixo). Esse equipamento é comum em metrôs e trens no exterior. No VLT de Santos, o equipamento já é usado, e a abertura da porta fica a cargo do passageiro. Caso ele não acione o dispositivo, as portas permanecem fechadas, evitando o consumo de energia.

Trem da série 2500 Linha 13
Foto: Diego Silva

Porém, a CPTM disse em nota ao portal MetrôCPTM que não tem planos de disponibilizar essa tecnologia na sua operação. “Os trens da série 2500 serão equipados com dois modelos de abertura de portas: o automático e o acionamento por botão pelos passageiros após comando do maquinista. A operação da CPTM trabalha somente com o modelo automático de abertura de porta”.

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

  1. Carlos A. says:

    Enquanto isso, nem ouve-se falar em implantação de VLT na capital paulista. Dificilmente algum governante terá coragem de peitar a máfia das empresas de ônibus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.