setembro 26, 2020

Os passageiros que embarcam na Estação Guaianases, na Linha 11-Coral, entre 6h e 8h, ganharam até 20 minutos diários no tempo de deslocamento até a plataforma. Com a instalação de mais três catracas e uma campanha de conscientização junto aos passageiros, para que tenham o bilhete em mãos ao chegar no validador, a CPTM acabou com as longas filas que se formavam nos corredores de acesso à estação.

“Diariamente, levava uns 20 minutos nesse corredor até embarcar. Esta semana o corredor está livre!”, disse Arlete dos Santos, supervisora de Limpeza, que embarca todos os dias entre 6h30 e 7h. “As pessoas passam mais rápido nas catracas, está aprovado”.

O cozinheiro Genival Nogueira, que chegava na estação às 6h30, também comemora a economia de tempo. “Agora, posso até sair um pouco mais tarde de casa. Sempre tinha muita fila, gastava mais de 15 minutos do início do corredor até passar na catraca. Nesta semana, mudou bastante, não levo mais que um minuto da entrada no corredor da estação até passar o bilhete”, disse.

Com a instalação de mais três validadores, a Estação Guaianases conta agora com 16 equipamentos. Todos funcionam no sentido de embarque, no período da manhã. O aumento de validadores aliado à colaboração dos passageiros que já chegam com o bilhete na mão, o embarque na estação saltou de 13,6 mil pessoas/hora para 17,4 mil pessoas/hora. Por dia, embarcam a média de 78 mil pessoas na Estação Guaianases.

A jornalista Diandra Ferreira, embarca diariamente por volta das 7h30 e notou a diferença: “As mudanças que fizeram estão funcionando perfeitamente. Antes, levava mais de 10 minutos para entrar e hoje foi muito rápido, já estou aqui na plataforma”.

Sara Alves, auxiliar de Inspeção, elogiou a campanha. Ela usa a estação todos os dias no horário das 6h30. “Era comum a fila começar já na calçada. Eu gastava 15 a 20 minutos nesse percurso e estou economizando esse tempo. A campanha está ajudando muito, as pessoas não param a fila para procurar o bilhete na bolsa”.

Com o fim das filas, o passageiro ganhou um outro benefício, que foi a abertura do acesso central da Rua Salvador Gianetti ao corredor subterrâneo no horário da manhã. “Esse acesso ficava fechado porque a pessoa sai no meio de uma das rampas da estação, onde já tinha fila formada no horário de maior movimento da manhã”, explicou o chefe da Estação Rocha. “O fechamento visava evitar o confronto de passageiros entrando no meio da fila, mas agora permanece aberto já que não há mais filas ao longo do corredor”.

“A economia de tempo para todos os passageiros é resultado de uma iniciativa da equipe da Operação, que reorganizou os acessos e fez um trabalho de conscientização junto ao passageiro dando mais agilidade ao fluxo nos corredores”, disse Pedro Moro, presidente da CPTM. “Além de dar andamento às obras de modernização e expansão da Companhia, trabalhamos para aperfeiçoar a estrutura existente, trazendo novas soluções para prestar um serviço cada vez melhor aos cidadãos”, afirmou.

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.