agosto 12, 2020

O “people mover” que fará a ligação entre a Linha 13-Jade da CPTM e os três terminais do Aeroporto de Guarulhos segue indefinido. O modal foi anunciado há pouco mais de um ano pelo governador João Doria.

O Ministério da Infraestrutura, que coordena o projeto, informou que não há previsão de conclusão ainda, embora tenha afirmado que “o processo segue em tramitação, com troca de documentos entre o concessionário, agência reguladora e governo do estado”.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) analisa atualmente, as propostas recebidas dos fabricantes interessados e que foram entregue à GRU Airport, concessionária do aeroporto, em janeiro. O governo federal entrou em contato com essas empresas em maio, para atualizar os valores das propostas devido ao impacto da cotação do dólar. Na época, segundo os envolvidos com o processo, as as concorrentes favoritas são a Doppelmayr, fabicante austríaca especializada em teleféricos de turismo, e o consórcio brasileiro AeroGRU, formado pelas empresas Aeromóvel, HTB, FBS e TSEA, e que fez a proposta mais barata.

Em junho deste ano, o Jornal gaúcho Zero Hora, chegou a informar que existe expectativa de que haja uma definição sobre o projeto em até 60 dias. Consultado pela coluna, o CEO da Aeromóvel, Marcus Coester, afirmou que a proposta do consórcio foi mantida por conta dos custos serem quase todos em real. Um dos fornecedores será a Marcopolo, conhecida pela atuação no mercado de ônibus, mas que fornece os carros (vagões) do “people mover” da Aeromóvel.

O people mover para sair do papel precisará ser bancado por parte do valor da outorga devida pela concessionária GRU Airport ao governo federal. Para que isso ocorra, o contrato de concessão terá de ser alterado, um dos motivos da demora na definição.

Em relação ao concorrentes, a Doppelmayr aposta num sistema por cabos, já a AeroGRU, utiliza uma tecnologia pneumática.

O sistema que será construído terá 2,6 km de extensão, com parada nos três terminas de embarque e, capacidade de 2 mil passageiros/hora para cada sentido. A estimativa é que o percurso total seja feito em cerca de seis minutos.

O governador João Doria chegou a prometer que o sistema de transporte ficaria pronto até maio de 2021, conforme mostrou o Rede Noticiando, entretanto, esse prazo é impraticável

Estima-se que a construção do “people mover” leve cerca de 18 meses a partir da assinatura do contrato para ficar pronto.

*Com informações do site Metrô/CPTM

Transporte sobre trilhos

Confira a situação das linhas metro ferroviárias em São Paulo na aba “Metrô Agora” e “CPTM Agora” do Rede Noticiando e já saia de casa sabendo se tem alguma alteração ou falha.

Caso você seja usuário do Telegram e queira receber nosso conteúdo em primeira mão, se inscreva no nosso canal, o Rede Noticiando.

E se você for estudante da capital e utiliza o Bilhete Único Estudantil e ainda não renovou, tem dúvidas? Não perca tempo! Confira nossa matéria sobre como renovar seu benefício e tire todas as suas dúvidas.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.