outubro 1, 2020

O Metrô emitiu na última sexta-feira, 6 de dezembro, Ordem de Serviço para o início dos estudos de Mapeamento de Cadastro de Interferências para a futura Linha 19-Celeste. Essa etapa é uma das mais importantes entre os trabalhos que precedem a implantação de uma linha de metrô.

As atividades começam nesta semana e servirão para identificar as redes de utilidades públicas de infraestrutura urbana ao longo do trajeto previsto inicialmente. Isso garante mais precisão na previsão de interferências para a construção da linha, permitindo mais assertividade nos projetos de remanejamentos de redes como de abastecimento de água, esgoto, energia e galerias de águas pluviais, bem como de outros serviços públicos.

O mapeamento é um dos trabalhos que vai subsidiar a elaboração do Projeto Básico do trecho Bosque Maia (Guarulhos) – Anhangabaú, que deve ser contratado pelo Metrô ainda em 2020. Esta etapa da linha deve ter 15 estações em 19,4 km, de acordo com o Projeto Funcional. Após a preparação do Projeto Básico é possível a definição das fontes de recursos financeiros e contratação dos Projetos Executivos, que permitem o início das obras.

Linha 19-Celeste
Mapa da futura Linha 19-Celeste do Metrô

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.