A Linha 15-Prata do monotrilho em São Paulo triplicou o número de falhas este ano, de acordo com um levantamento feito pelo telejornal SPTV com base na Lei de Acesso à Informação (LAI). Foram utilizados como base, falhas e paralisações.

A reportagem levou em consideração inclusive os dias em que o monotrilho ficou fechado para realização de testes no sistema de sinalização e controle dos trens. Somadas todas as ocorrências, a linha 15 ficou parcialmente ou totalmente sem funcionar pelo equivalente a 27 dias.

O Metrô de São Paulo informou a reportagem que todos os novos trechos estão em um período de adaptação, e por isso ocorrem mais falhas e ajustes. E que para abrir um novo trecho com três estações até São Mateus — o que está previsto para ser inaugurado este mês — a companhia está atualizando o sistema de controle dos trens e isso pode causar falhas pontuais.

A Linha 15-Prata opera atualmente entre as estações Vila Prudente e Jardim Planalto e segue em obras de expansão. A expectativa do governo é que até o final deste ano, três novas estações sejam entregues, sendo elas Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus.

Até 2021, a estação Jardim Colonial deve ser entregue, concluindo essa fase de obras. O trecho até a Cidade Tiradentes, originalmente previsto pelo governo de São Paulo está congelado e não há previsão para que o monotrilho chegue a essa parte do extremo da zona leste da capital.

Leia também:

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.