setembro 27, 2020

A greve no Metrô de São Paulo marcada para essa terça-feira, 28 de julho, foi suspensa pelos metroviários após a categoria receber uma carta do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, em nome do Governo do Estado, que apresentou uma nova proposta no final da noite desta segunda-feira, dia 27.

Votaram 1.754 trabalhadores: 324 pela manutenção da greve, 1.399 (79,76%) pela suspensão do movimento e 31 se abstiveram. O resultado da assembleia foi postado em rede social no início desta madrugada.

Atraso na operação

Mesmo com a suspensão da greve, parte das estações não reabriu às 04h40 porque muitos funcionários do plantão noturno não apareceram para trabalhar às 23 horas.

Às 7h23, segundo a assessoria de imprensa do Metrô as linhas operavam da seguinte forma: 1-Azul de Jabaquara até Tucuruvi (exceto Santa Cruz), 2-Verde de Vila Prudente até Clínicas, 3-Vermelha de Corinthians-Itaquera até Barra Funda e 15-Prata aberta totalmente entre Vila Prudente e São Mateus.

Em nota, a ViaMobilidade, responsável pela operação da Linha 5-Lilás, afirma que a linha está com operação parcial da estação Capão Redondo até a Santa Cruz, por conta da não abertura da estação Chácara Klabin por parte do Metrô.

Rodízio suspenso

Por conta do anúncio da paralisação, a Prefeitura de São Paulo decidiu suspender o Rodízio Municipal de Veículos (automóveis) nesta terça.

A cobrança de Zona Azul também está suspensa em toda a capital, mas o rodízio de caminhões segue valendo na cidade, segundo comunicado da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes.

De acordo com a prefeitura, os corredores e faixas exclusivas de ônibus vão se manter ativos durante toda a terça-feira para favorecer o deslocamento do transporte público.

A SPTrans também informou que as linhas municipais atendem todas as ligações do Metrô e a empresa reforçará, principalmente, a linha 4310 ET (Itaquera – Terminal Pq. Dom Pedro II), que faz a ligação no eixo da Linha 3-Vermelha do sistema metroviário, para auxiliar no deslocamento dos paulistanos entre a Zona Leste e o Centro.

Secretário lamenta atraso

Pelas redes sociais, o secretário estadual de Transportes, Alexandre Baldy, lamentou o atraso na abertura das estações e fez críticas ao sindicato.

“Após diálogo, o sindicato realizou nova assembleia encerrando a votação a 1h da manhã e decidiram suspender a greve pelo acordo que realizei com os mesmos através de votação. Um sentimento que percebo no Sindicato de falta de humanidade e responsabilidade com a população”, diz o texto.

Os detalhes do acordo:

  • 1 – Manutenção do adicional noturno de 50%, com o pagamento de adicional noturno de 25% pelo período de seis meses, e o adiamento da diferença de 25% de adicional noturno que devem ser pagos integralmente nos seis meses subsequentes.
  • 2 – Manutenção da gratificação por tempo de serviço, com garantias dos valores adquiridos até 30/04/2020, e a aplicação da aplicabilidade do percentual pelo período de seis meses, retomando-se o pagamento do direito adquirido neste período no sétimo mês, com o consequente pagamento dos respectivos valores retroativos à data de aquisição da progressão.
  • 3 – Manutenção no adicional normativo de férias, com o adiamento do pagamento da diferença entre o valor adicional normativo e o 1/3 constitucional, pelo período de seis meses, com o consequente pagamento no sétimo mês dos respectivos valores retroativos à data do gozo. Com a realização do acordo, os valores de auxílio transporte suprimidos a partir de 30/06, serão ressarcidos.
  • 4 – Renovação do ACT, em todas as suas cláusulas por 12 meses, com vigência de 01/05/2020 a 30/04/2021.
  • 5 – Manutenção do adicional de horas extras de 100%, com o pagamento de adicional de 50% pelo período de de seis meses, e o adiamento da diferença de 50% dos adicionais de horas extras, que devem sr pagos integralmente nos seis meses subsequentes, exceto as horas extras compulsórias, que devem ser pagas integralmente (100%).

Nota do sindicato:

Nota do Sindicato dos Metroviários de São Paulo anuncia fim da greve — Foto: Reprodução / Facebook / Sindicato dos Metroviários de São Paulo

Todas as estações do Metrô são reabertas nesta terça-feira, dia 28

Após o sindicato dos metroviários suspender a greve no Metrô marcada para essa terça-feira, 28 de julho, em uma assembleia extraordinária, a assessoria de imprensa da Companhia informou que às 07h26 todas as estações foram reabertas.

Transporte sobre trilhos

Confira a situação das linhas metro ferroviárias em São Paulo na aba “Metrô Agora” e “CPTM Agora” do Rede Noticiando e já saia de casa sabendo se tem alguma alteração ou falha.

Caso você seja usuário do Telegram e queira receber nosso conteúdo em primeira mão, se inscreva no nosso canal, o Rede Noticiando.

E se você for estudante da capital e utiliza o Bilhete Único Estudantil e ainda não renovou, tem dúvidas? Não perca tempo! Confira nossa matéria sobre como renovar seu benefício e tire todas as suas dúvidas.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.