setembro 20, 2018

O governador Márcio França anunciou durante sabatina ao canal de TV Rede Vida, que irá determinar que a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) pague uma corrida de táxi aos passageiros do transporte ferroviário casa haja paralisação dos trens.

”Nós vamos estabelecer o seguinte, se o trem parou, você vai no guichê do trem da CPTM e vai pegar o valor para você ir de táxi. Azar da CPTM, porque a pessoa contratou o serviço’‘, declarou Márcio França.

O governador disse que a medida incentivará a companhia a evitar falhas e consequentemente prejudicar os passageiros.

A proposta do atual governador segundo seus auxiliares de oferecer a corrida de táxi se adequa à intenção de humanizar a administração e de cobrar as empresas públicas para que possam ter um serviço mais eficiente.

O que diz a CPTM?

A CPTM informou que a Secretaria de Transportes Metropolitanos elabora um projeto de lei sobre o tema. ”Para conceder o benefício, é necessário a Assembleia aprovar um decreto-lei instituindo a indenização ao passageiro”, disse a companhia.

O que dizem outros políticos?

O presidente da comissão de Transportes da Assembleia Legislativa, o deputado Zico Prado, afirmou que o governo deveria priorizar a manutenção das linhas da CPTM e questionou a viabilidade burocrática de reembolsar o cidadão pela corrida de táxi. Ainda segundo o deputado, ”É um absurdo que alguém fale isso. No mínimo, é uma ideia infeliz de alguém que não conhece o problema da CPTM”.

Outras ações

Durante a sabatina, o governador anunciou que solicitou que o Metrô realize estudos para expansão da rede wi-fi nos túneis e demais áreas das estações, e que nas próximas semanas, conforme o Rede Noticiando havia adiantado, os trens do Metrô vão contar com sons de música ambiente nos carros. A medida é ”humanizar” a viagem dos passageiros.

Igor Roberto

Profissional e estudante de enfermagem, pesquisador, analista financeiro e de mídias sociais. A informação é o meu esporte!
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.