setembro 25, 2020

E mais uma vez, um trem da frota F foi visto realizando testes em uma via auxiliar que liga a Estação ao Pátio do Capão Redondo de metrô, ambos administrados pela concessionária ViaMobilidade.

Uma imagem circulou nas redes sociais no último dia 30 de janeiro. Ao todo são oito trens desta frota que estão fora de operação desde 2017, quando a linha 5-Lilás passou a utilizar o CBTC como sistema de controle dos trens e a frota P entrou em operação.

Trem da frota P do metrô e viamobilidade
A Linha 5-Lilás opera atualmente com os trens da frota P (Foto: Igor Roberto/Rede Noticiando)

Na época, o governo de São Paulo informou que a retirada dos trens seria de forma provisória, pois as oito unidades passariam por modernização e receberiam o novo sistema. O Metrô de São Paulo, responsável pelas obras de expansão da linha 5 na época e pela modernização dos trens disse que os trens seriam entregues a ViaMobilidade, assim que toda a extensão, entre Capão Redondo e Chácara Klabin, estivesse em operação.

Estamos em 2020, por diversas vezes a volta desta série de trens foi pauta aqui no Rede Noticiando, com inúmeros prazos e nenhum foi cumprido. O último inclusive, foi dado pelo próprio secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, que em outubro de 2019, disse que em 60 dias a linha 5-Lilás receberia o reforço dos trens da frota F, o prazo encerrou no final de dezembro daquele ano, e até agora não houve retorno.

Bombardier multada em 50 milhões

Em agosto de 2019, o Rede Noticiando publicou uma matéria mostrando que a Bombardier, responsável por modernizar os oito trens, foi multada pelo atraso. Na época, o Metrô de São Paulo disse que a empresa foi multada em R$ 50 milhões.

Aumento na demanda

Quem utiliza diariamente a linha 5 sabe o quão é difícil embarcar nas composições nos horários de pico. A ViaMobilidade opera atualmente com apenas 24 trens no horários de pico, sendo que outros dois ficam na reserva. Caso a frota F voltasse a operação, além de aumentar a oferta de lugares e viagens, a linha 5 conseguiria trazer mais conforto aos seus usuários.

Hoje a linha 5 transporta cerca de 600 mil passageiros por dia, um aumento de 90% se comparado a anos anteriores, desde que as últimas estações foram entregues e o ramal concluído.

Trens seguem com pendência

Na metade do mês de janeiro, o Metrô de São Paulo repassou o pátio Guido Caloi para a ViaMobilidade, e em resposta a um seguidor, novamente o secretário Alexandre Baldy falou da frota F. Na época ele disse mais de 50% da frota já foram recebidos pela concessionária, ou seja, estariam “aptos para operação”, fato este que não se concretizou.

Segundo apurou o Rede Noticiando, todos os trens ainda seguem com pendências, o que impossibilita sua incorporação a frota operacional da ViaMobilidade. O site até tentou procurar a secretaria dos Transportes Metropolitanos para falar sobre o assunto, mas até a publicação desta matéria, nós não tivemos nenhum retorno.

No twitter, o perfil “Metrô SP Noticiando” também questionou os envolvidos neste problema, porém, ninguém respondeu.

Fica nossa torcida para que tais trens voltem a operação e ajudem a desafogar um pouco a operação da linha 5-Lilás.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Ruan

Sou estudante, auxilar de redação e criador de conteúdo do Rede Noticiando. Games e música estão entre meus temas favoritos.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.