setembro 24, 2020

Usar o cartão de débito para pagar as taxas de emissão de documentos pode reduzir pela metade o tempo de atendimento nos postos Poupatempo. Além evitar fila no caixa do banco, o uso do cartão também garante mais segurança ao usuário, que não precisa correr risco portando dinheiro vivo.

As taxas que podem ser recolhidas com cartão de débito são as do Documento de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação e Licenciamento. Na emissão de uma segunda via do Documento de Identidade ou da Carteira Nacional de Habilitação, por exemplo, o tempo entre recepção, fila do banco, mesa de atendimento e coleta biométrica pode chegar a 45 minutos. Usando o cartão o tempo é de aproximadamente 25 minutos.

Na emissão de uma segunda via do Documento de Identidade, o cidadão que opta pelo pagamento em dinheiro precisa passar pela recepção, depois ir ao caixa do banco efetuar o pagamento, em seguida retornar à recepção com o comprovante e só então irá para a mesa de atendimento e para a coleta biométrica.

Com cartão de débito é possível pular etapas e ir diretamente da recepção para a mesa de atendimento. O mesmo vale para quem vai tirar a segunda via da Carteira Nacional de Habilitação e também para outros casos em que há taxas a serem pagas, como o pedido de substituição da Carteira Nacional de Habilitação provisória pela definitiva ou na hora de renovar o documento.

Se quiser economizar ainda mais tempo na solicitação do Documento de Identidade, o cidadão pode recolher a taxa ao fazer o agendamento de horário de atendimento pelo site do Poupatempo. O pagamento pode ser feito pela internet. O agendamento e pagamento da taxa também podem ser feitos nos totens de autoatendimento disponíveis em 19 postos e também em estações do Metrô e da CPTM, shoppings e supermercados (endereços disponíveis no site do Poupatempo).

No caso do licenciamento de veículos, o serviço pode ser realizado diretamente nos caixas eletrônicos ou nos sites dos bancos. Não é necessário ir aos postos Poupatempo e nem ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e o documento pode ser entregue em casa, pelos Correios.

Apesar das facilidades que a tecnologia oferece, muita gente ainda perde tempo em filas para pagar as taxas no banco e com dinheiro vivo. Para conscientizar a população, o Poupatempo está iniciando um esforço em todas as suas unidades para divulgar as vantagens do uso do cartão de débito.

“Pagando na maquininha de cartão de débito o cidadão economiza tempo e evita colocar a segurança em risco andando com dinheiro vivo”, explica Ernesto Mascellani Neto, Superintendente da Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), empresa do Governo do Estado de São Paulo que administra o Programa Poupatempo.

Em alguns postos Poupatempo, como Osasco e Santo André, cerca de 50% dos usuários pagam as taxas com dinheiro vivo, mas em outros, como Ourinhos, Jahu, Avaré e São Vicente, mais de 90% ainda acham que precisam levar dinheiro para pagar as taxas.

Na capital paulista, os postos Sé e Santo André registram índices de 60% e 62% respectivamente. Em Itaquera o índice é de 72%, na Lapa, de 74% e em Cidade Ademar, de 83%. O superintendente diz que a Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo estabeleceu como meta a redução do porcentual para 60% até junho, 50% até setembro e 40% até dezembro.

Outra iniciativa recente do Governo do Estado de São Paulo para dar mais rapidez aos atendimentos é o reúso de imagem do cidadão na hora de tirar a 2ª via do Documento de Identidade ou da Carteira Nacional de Habilitação. Desde abril de 2017, cerca de 6 milhões de Carteiras Nacionais de Habilitação e 600 mil Documentos de Identidade foram emitidos com reaproveitamento da foto e dados da via anterior dos documentos.

“O Poupatempo já conta com 98% de aprovação dos cidadãos, segundo a última pesquisa de satisfação dos usuários, mas nossa meta é continuar investindo em novas tecnologias de atendimento para manter e se possível melhorar ainda mais a satisfação dos usuários”, acrescenta Mascellani Neto.

Cartão de Débito Poupatempo
Imagem: Divulgação

Como agendar atendimento no Poupatempo

Para garantir conforto e eficiência nos atendimentos, o Poupatempo atende com hora marcada. O Poupatempo conta com os seguintes canais de atendimento para quem precisa marcar dia e hora para ser atendido ou consultar informações e endereços:

Site na internet;

Poupinha: assistente virtual disponível no canto inferior direito da tela do site do Poupatempo;

Aplicativo no celular: SP Serviços (disponível para iOS e Android).

Totens de autoatendimento: Permitem realizar e solicitar serviços sem passar pelo atendimento presencial. Entre as opções estão a emissão de Atestado de Antecedentes Criminais, Certidão de Carteira Nacional de Habilitação, pesquisa de débitos e restrições de veículos, segundas vias de Documento de Identidade ou Carteira Nacional de Habilitação e agendamento de horário, entre outros. Os totens estão em shoppings, supermercados, estações do Metrô e da CPTM (os endereços estão no site do Poupatempo).

Atendimento eletrônico: Agendamento e informações sobre serviços agendados, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

De telefone fixo: (11) 4135-9700 para a capital paulista e Grande São Paulo e 0300 847 1998 para os demais municípios do Estado de São Paulo.

De celular: (11) 4135-9700 para todos os municípios do Estado de São Paulo.

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.