O Sindicato dos Metroviários de São Paulo realizou na noite desta quinta-feira, 17 de janeiro, uma assembleia onde foi decretado ”estado de greve”.

Os metroviários são contra a concessão de linhas do Metrô e a terceirização das bilheterias, e pede ainda a manutenção da periculosidade.

A classe ainda repudia à punição que o coordenador-geral do sindicato, Alex Fernandes, teria sofrido do companhia. Segundo eles, o Metrô ”cerceou a liberdade de expressão” do integrante.

banner recarga pay bilhete único

Uma nova assembleia será realizada no dia 4 de fevereiro, e nela os trabalhadores irão decidir se cruzam os braços ou não. Caso a paralisação seja aprovada, ela deve ocorrer no dia 5 de fevereiro e as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata serão afetadas.

Leia também

– Metroviários auxiliam mãe durante parto na estação Brás da Linha 3-Vermelha

– Linha 8073/10 Jardim Guaraú – Butantã sofre alteração operacional a partir deste sábado, dia 19

– Praia Grande planeja reunião com nova equipe da EMTU para reiterar pedido de extensão do VLT

– Alexandre Baldy fala sobre o trem intercidades e remodelação de estações da Linha 7-Rubi

– Governador João Doria sinaliza mudanças no projeto da Linha 18-Bronze do Metrô

– Metrô pretende concluir licitação para retomada de obras na Linha 15-Prata ainda este mês

– 100% da frota de ônibus na capital deve ter ar-condicionado até 2025, diz jornal

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Profissional e estudante de enfermagem, pesquisador, analista financeiro e de mídias sociais. A informação é o meu esporte!
Siga-me:

Posts relacionados

    • Igor Roberto says:

      Olá, Antonio!

      O sindicato informa a população para que procure alternativas, caso se concretize a paralisação.

      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.