julho 3, 2022

Confira quais são as melhores alternativas para quem quer investir sem assumir riscos muito altos

O mercado de investimentos é o mesmo para todos, mas o modo como se investe e o retorno que se recebe vai do perfil de investidor de cada um. Chamamos de conservadores aqueles que não gostam de assumir riscos altos na hora de investir, seja por uma questão de segurança ou porque ainda são novos nesse meio. Mesmo que os ganhos sejam menores, ainda é a alternativa mais viável para quem não tem experiência no assunto e não quer arriscar perder dinheiro.

Existe um conjunto de investimentos seguros que são ideais para quem é mais conservador, começando pelos títulos públicos. Estes são emitidos diretamente pelo Tesouro Nacional, ou seja, você estará investindo no Governo Federal, através da compra de partes da dívida brasileira. Justamente por esse motivo, acaba sendo um dos investimentos menos arriscados que existem, independentemente do tipo de rentabilidade (prefixado, Selic ou IPCA).

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) também é um dos mais populares entre aqueles que não querem arriscar muito. Diferentemente dos títulos públicos, o CDB é oferecido por bancos e possui juros maiores que os da poupança, então acaba sendo bem mais vantajoso. Para alavancar os ganhos com esse investimento, é preciso avaliar bem uma série de fatores como o prazo de vencimento, o montante mínimo inicial e o período de carência. Por isso, a renda do CDB varia muito de um título para outro.

Os fundos de renda fixa são uma alternativa para quem deseja adquirir títulos públicos ou de CDB de uma forma diferente. A lógica ainda seria a mesma, porém na renda fixa funciona como uma espécie de empréstimo que será devolvido com juros, então é possível lucrar bastante, dependendo de quanto foi investido. Outra vantagem é que é possível ter retorno até mesmo de investimentos mais arriscados, então dá para sair ganhando de qualquer forma.

Por fim, temos a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) e a Letra de Crédito Imobiliário (LCI), títulos emitidos por bancos e direcionados a seus respectivos setores. Esse já é um investimento um pouco mais complexo e mais indicado para investidores experientes, mas ainda assim é bastante seguro. Em ambos os casos, a taxa de rentabilidade e vencimento já são definidas no momento da compra do título, então o que muda são fatores isolados de cada setor. O retorno também é bem variado, mas existe a vantagem da isenção de taxa em qualquer uma das opções.

REDE NOTICIANDO

Siga nossas redes sociais e fique bem informado!

Receba em primeira mão nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram.

Rede Noticiando — A serviço da informação!

Flávia Viana

Jornalista e editora convidada do Rede Noticiando. Contribui com pautas sobre saúde, tecnologia, aplicativos e mobilidade urbana.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.