junho 5, 2020

O novo coronavírus (Covid-19) pode ter causado a morte de 15 funcionários do sistema de ônibus da capital paulista. É o que mostra os dados do sindicato.

A falta de material equipado para proteção em meio a pandemia do novo coronavírus pode ter causado a morte de pelo menos 15 funcionários de empresas de ônibus da cidade de São Paulo.

O Sindmotoristas, sindicato que representa os motoristas e cobradores de ônibus da capital paulista, por meio de sua secretaria de saúde realizaram um trabalho minucioso que identificou o número de casos de coronavírus na categoria.

De acordo com o relatório, até o dia 16 de abril, cerca de 175 trabalhadores com suspeita de contaminação, 27 casos confirmados e 15 mortes registradas, destas 3 já são confirmadas, outras 12 aguardam o resultado dos exames.

O secretário de saúde do sindicato disse em nota que “A partir deste levantamento, conseguimos identificar quais são as garagens e regiões com maior incidência. Assim, podemos cobrar pontualmente mais ações protetivas das empresas”, afirmou.

“Nossa equipe está trabalhando diariamente nesses levantamentos, atualizando, buscando informações sobre a saúde dos profissionais, se inteirando sobre as medidas tomadas pelos patrões, bem como, intensificando nossas reivindicações pelo bem estar e saúde dos condutores”, completou.

O presidente do sindicato, Valdevan Noventa, disse em nota que a entidade tem feito cobranças diárias junto à Prefeitura e aos empresários de ônibus para que sejam intensificadas medidas preventivas e protetivas aos trabalhadores. “Neste momento de calamidade pública, em que todos lutam por um mesmo objetivo (a vida), não permitiremos que as necessidades mais urgentes da categoria sejam negligenciadas. É responsabilidade das empresas garantirem o fornecimento de EPIs como máscaras, luvas e álcool em gel para os trabalhadores”, disse.

Levantamento por garagens e número de casos

Confira abaixo o levantamento feito pelo sindicato, que aponta as garagens e regiões com o maior número de casos.

Taxa de isolamento social em São Paulo é de 49%

A taxa do isolamento social em São Paulo é de 49%, aponta Sistema de Monitoramento Inteligente. O índice ideal é de 70%, de acordo com o Centro de Contingência do coronavírus.

Enfrentamento ao novo coronavírus

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta sexta-feira, 17 de abril, o prorrogamento da quarentena em todo o Estado até o dia 10 de maio. A medida mantém o fechamento de comércio e serviços não essenciais para reforçar o isolamento social e reduzir a circulação de pessoas ante o crescimento de casos e de mortes pela COVID-19.

SPTrans

Para ficar por dentro das últimas notícias da SPTrans como alterações de linhas de ônibus, entre outras notícias, clique aqui.

Transporte sobre trilhos

Confira a situação das linhas metro ferroviárias em São Paulo na aba “Metrô Agora” e “CPTM Agora” do Rede Noticiando e já saia de casa sabendo se tem alguma alteração ou falha.

Caso você seja usuário do Telegram e queira receber nosso conteúdo em primeira mão, se inscreva no nosso canal, o Rede Noticiando.

E se você for estudante da capital e utiliza o Bilhete Único Estudantil e ainda não renovou, tem dúvidas? Não perca tempo! Confira nossa matéria sobre como renovar seu benefício e tire todas as suas dúvidas.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.