outubro 30, 2020

O governador João Doria anunciou a flexibilização da quarentena com duração de 15 dias em São Paulo. O uso de máscaras se mantém obrigatório, assim como as regras de distanciamento social.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 27 de maio, no Palácio dos Bandeirantes e contou com a presença do prefeito da capital, Bruno Covas, e começam a valer a partir de 1° de junho.

“Por 15 dias manteremos a quarentena, porém com uma retomada consciente de atividade econômicas no estado de São Paulo” – disse Doria na apresentação.

O “relaxamento da quarentena”, denominado de “nova fase do Plano São Paulo”, vai levar em conta para a flexibilização das regras de restrição, fatores como se há ou não crescimento de novos casos e número de mortes, taxas de isolamento e percentual de ocupação de leitos hospitalares.

As medidas de abertura podem ser suspensas caso o número de contaminados ou de óbitos voltem a crescer.

O processo terá cinco fases, todas classificadas em cinco bandeiras.

Plano do governo de São Paulo para flexibilização da quarentena no estado — Foto: Governo de São Paulo/Divulgação

Cidade de São Paulo

A cidade de São Paulo vai se enquadrar na cor laranja do novo modelo de quarentena do estado. A definição estabelece que setores da economia que desejam a reabertura devem apresentar planos com protocolos para a Prefeitura. Caberá à gestão municipal definir quem e quando poderá reabrir.

As regiões serão avaliadas periodicamente de acordo com os indicadores de saúde, verificando se cumprem os critérios para avançarem a uma fase de maior relaxamento a cada 14 dias ou voltar para uma fase mais restrita a cada 7 dias (ou imediatamente, caso haja evidência da piora da situação).

Plano do governo de São Paulo para flexibilização da quarentena — Foto: Governo de São Paulo/Divulgação

Taxa de isolamento, número de casos da doença e taxa de ocupação dos leitos de UTI são os principais critérios.

Pelo plano, só poderão iniciar a retomada das atividades:

  • As cidades que tiverem taxa de isolamento de pelo menos 55%;
  • As cidades que tiverem redução no número de novos casos por 14 dias seguidos;
  • As cidades que tiverem disponibilidade de leitos de UTI
  • Com manutenção do distanciamento social nos ambientes públicos
  • Uso obrigatório de máscaras

Transporte sobre trilhos

Confira a situação das linhas metro ferroviárias em São Paulo na aba “Metrô Agora” e “CPTM Agora” do Rede Noticiando e já saia de casa sabendo se tem alguma alteração ou falha.

Caso você seja usuário do Telegram e queira receber nosso conteúdo em primeira mão, se inscreva no nosso canal, o Rede Noticiando.

E se você for estudante da capital e utiliza o Bilhete Único Estudantil e ainda não renovou, tem dúvidas? Não perca tempo! Confira nossa matéria sobre como renovar seu benefício e tire todas as suas dúvidas.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.