setembro 20, 2020

A Prefeitura de Rio Claro (SP) publicou, nesta segunda-feira, 3 de agosto, um decreto proibindo o uso de buzina de trem entre 22h e 6h no perímetro urbano.

De acordo a assessoria de imprensa, a medida já está em vigor e o documento já foi encaminhado para a Rumo, responsável pela administração da linha férrea.

Em nota, a Rumo informou que as operações da concessionária seguem todas as normas de segurança vigentes e procuram causar o menor impacto possível à população.

Uso da buzina

O decreto assinado pelo prefeito de Rio Claro, Juninho da Padaria (DEM), regulamenta o uso da buzina por composições ferroviárias que trafegam no perímetro urbano do município, portanto, vale também para outras regiões, como o centro da cidade, além região sul – que é mais próxima à linha férrea.

De acordo com o decreto, em casos excepcionais, o maquinista responsável pela composição ferroviária deverá elaborar relatório que justifique o uso da buzina no horário proibido.

“Sabemos da importância do transporte ferroviário mas os moradores não podem ser prejudicados pelo barulho, especialmente durante a noite e madrugada quando estão em suas casas repousando”, afirmou o prefeito.

Após reclamações dos moradores, o prefeito e o vereador Irander Augusto assinaram um ofício endereçado à empresa Rumo Logística solicitando avaliação da possibilidade de pôr fim ao acionamento de buzina de trens no horário de descanso das pessoas, mas a empresa não tomou providências.

Com o decreto também fica estabelecido que, nos horários em que é permitido o uso da buzina, a emissão sonora deverá respeitar as orientações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), ou seja, no mínimo de 96 decibéis (dB) e no máximo de 110.

Em caso de descumprimento, a empresa será multada no valor de mil Unidades Fiscais do Município (UFMs). A assessoria de imprensa informou ao G1 que cada UFM custa R$ 3,50, ou seja, a multa seria aproximadamente de R$ 3,5 mil.

A fiscalização será realizada por fiscais e pela Guarda Civil Municipal (GCM), mediante a utilização de decibelímetros ou dispositivos de registro de som.

O que diz a Rumo

Segundo a Rumo, a intensidade da buzina atende as orientações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que deve ser no mínimo de 96 dB, e no máximo de 110 dB.

Ainda segundo a empresa, ferrovias do mundo inteiro fazem uso da buzina, pois trata-se de um item essencial para a segurança do trem, dos veículos e das pessoas que estão próximas à linha.

Explica que os maquinistas são periodicamente treinados e auditados para seguir corretamente o procedimento de uso desse dispositivo.

Diz que a buzina é sempre acionada nas passagens em nível, nas proximidades de túneis, pontes, viadutos, e passarelas ou quando se identifica qualquer situação de risco.

Ressalta ainda que, caso haja circulação de pessoas em área operacional da ferrovia, o maquinista pode utilizar o dispositivo sequencialmente para alertar e evitar atropelamentos.

Toda ferrovia de carga funciona 24 horas por dia e os horários de circulação dos trens dependem das operações de carregamento e descarregamento, entre outros fatores. Além disso, a empresa esclarece que a legislação e regulação de ferrovias compete a esfera federal.

Transporte sobre trilhos

Confira a situação das linhas metro ferroviárias em São Paulo na aba “Metrô Agora” e “CPTM Agora” do Rede Noticiando e já saia de casa sabendo se tem alguma alteração ou falha.

Caso você seja usuário do Telegram e queira receber nosso conteúdo em primeira mão, se inscreva no nosso canal, o Rede Noticiando.

E se você for estudante da capital e utiliza o Bilhete Único Estudantil e ainda não renovou, tem dúvidas? Não perca tempo! Confira nossa matéria sobre como renovar seu benefício e tire todas as suas dúvidas.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.