O prefeito Bruno Covas disse durante uma entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, que a cidade de São Paulo, não deve ter a rede de corredores de ônibus ampliadas nos próximos anos.

A meta da Prefeitura de São Paulo eram 72 quilômetros de vias exclusivas para os coletivos. Bruno Covas disse que não será possível tirar o projeto do papel por questões relacionadas à falta de recursos.

Uma outra reportagem do site Diário do Transporte aponta que a prefeitura tirou R$ 12,39 milhões (R$ 12.392.207,64) que estavam previstos para os corredores, e deve destinar ao Autódromo de Interlagos, que ainda deve ser concedido à iniciativa privada. Os recursos devem ser usados para reformar do pavimento e outras dependências do local.

As vias exclusivas para os coletivos são extremamente importantes para o deslocamento das centenas de passageiros. As faixas dão agilidade aos coletivos, sem que os veículos fiquem a mercê do trânsito caótico da cidade, causado pelo excesso no número de carros.

Leia também

– Alteração no nome de quatro espaços do Metrô de São Paulo são vetados

– Henrique Meirelles chama de ”vergonha” a distância entre a CPTM e o Aeroporto de Guarulhos

– Vereadores do município de Piracicaba pedem a inclusão da cidade no Trem Intercidades

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.