agosto 12, 2020

Está em tramitação no Congresso Nacional um auxílio emergencial de R$ 4 bilhões para o setor de transporte coletivo, operado por municípios e em alguns casos por governos estaduais.

Trata-se de uma ajuda para as empresas que operam sob concessão e tiveram uma diminuição de receita em função do isolamento social gerado pela pandemia do coronavírus.

Segundo a colunista Raquel Rolnik, as empresas pressionam para receber esse recurso que não entrou com a tarifa. Para a colunista do Jornal da USP a medida gera tarifa alta e ônibus lotados. O ideal seria a cobrança por quilômetro rodado e não por passageiro atendido, um modelo que poderia se manter no pós-pandemia.

Transporte sobre trilhos

Confira a situação das linhas metro ferroviárias em São Paulo na aba “Metrô Agora” e “CPTM Agora” do Rede Noticiando e já saia de casa sabendo se tem alguma alteração ou falha.

Caso você seja usuário do Telegram e queira receber nosso conteúdo em primeira mão, se inscreva no nosso canal, o Rede Noticiando.

E se você for estudante da capital e utiliza o Bilhete Único Estudantil e ainda não renovou, tem dúvidas? Não perca tempo! Confira nossa matéria sobre como renovar seu benefício e tire todas as suas dúvidas.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.