julho 14, 2020

A partir desta quarta-feira, 20 de fevereiro, o empregador passará a adquirir o Vale-Transporte a R$ 4,57 para as passagens nos ônibus municipais de São Paulo, ou a R$ 7,95 para viagens integradas ao Metrô e CPTM, como foi determinado nas portarias da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes 189/18 e 16/19.

O trabalhador não pagará nada a mais com a mudança e o desconto de seu salário continuará sendo de até 6%, conforme define a Legislação Trabalhista.

O Vale-Transporte para as empresas deixará de ser subsidiado pelos impostos municipais pagos pela população e o valor será utilizado para custear o sistema de transporte por ônibus da cidade.

Ao comprar o Vale-Transporte o empregador deverá optar para qual modal é o valor adquirido. Ou seja, só ônibus, ônibus e trilhos ou somente trilhos (Metrô e CPTM) e a quantidade de viagens.

A SPTrans informou por meio de nota ao Rede Noticiando que ”vale ressaltar que não haverá alteração no valor cobrado nos validadores das catracas dos ônibus, trens e do Metrô, pois a diferença entre o valor pago pelo empregador e o disponibilizado no cartão no momento da recarga entrará na conta do sistema quando for realizada a compra dos créditos, ou seja, anteriormente à disponibilização do valor para a recarga”.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.