A Prefeitura de São Paulo diz não ter sido notificada para voltar às antigas regras de utilização do Bilhete Único na modalidade do vale-transporte.

No dia 26 de março, o Tribunal de Justiça de São Paulo, através do desembargador João Carlos Saletti, concedeu uma liminar caçando as novas regras de utilização do vale-transporte nos ônibus municipais, através do Bilhete Único.

Na ocasião, a liminar solicitava que às regras antigas deveriam ser retomadas, onde era possível realizar até 4 integrações em um período de 2 horas.

Desde o dia 1° de março os passageiros que utilizam o vale-transporte na capital só podem fazer 2 embarques (ônibus ou metrô/trem) em um período de 3 horas.

O prefeito Bruno Covas, ao saber da liminar, chegou a dizer que precisava de 10 dias para que os validadores e todo o sistema de pagamento pudessem ser alterados. O prazo já passou e os passageiros seguem pagando a tarifa no vale-transporte, ainda nas regras atuais.

O portal Via Trolebus questionou a prefeitura de São Paulo sobre a mudança e recebeu a seguinte resposta:

”A Prefeitura não foi notificada da decisão citada, mas está à disposição para prestar todos os esclarecimentos que a Justiça julgue necessários. A Procuradoria Geral do Município já interpôs recurso.

Conforme informado desde o dia em que foi concedida a liminar, qualquer mudança nos validadores dos ônibus do transporte público municipal requer uma série de ajustes que demandam tempo e planejamento adequado. Além da necessidade de recolhimento às garagens para atualização dos validadores de todos os ônibus que compõem a frota municipal, que atualmente é de 14.231 veículos.

Parte dos ônibus que circulam na cidade não recebe atualização diária dos validadores, uma vez que muitos deles chegam à garagem à 0 hora e retorna às ruas às 3h da manhã. Vale ressaltar que este tipo de mudança difere de uma alteração tarifária programada, na qual todo o processo de alteração é planejado com antecedência. Lembrando que mesmo a alteração programada levou uma semana para ser implementada no início do ano”.

Desta forma, o gestão municipal não está cumprindo a decisão judicial e os passageiros seguem sendo os mais prejudicados.

Precisando fazer a recarga do seu Cartão de Transporte?

Você está precisando fazer a recarga do seu Cartão de Transporte? Baixe agora o aplicativo RecargaPay, disponível para os sistemas operacionais iOS e AndroidSem cobrança de taxas, simples e rápido!

Em poucos segundos, você faz a recarga:

  1. Insira os dados do seu cartão, escolha o tipo de recarga que deseja fazer e o valor.
  2. Selecione a melhor opção para pagar sua recarga.
  3. Pra finalizar basta aguardar a confirmação do pagamento.

Depois, você só precisa fazer a liberação dos créditos aproximando o seu cartão de um validador em qualquer máquina de recarga e consulta de saldo de Cartão de Transporte, que ficam nas estações do Metrô, da CPTM e nos terminais de ônibus.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Dayane Priscila

Estudante de Desenvolvimento de Sistemas. Mini bibliotecária (Tributo, Semi-deusa, selecionada). Fotógrafa aspirante e amante de astronomia.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.