CPTM

Pedro Moro fala sobre o combate ao comércio ambulante nas dependências da CPTM

Na segunda matéria especial sobre a reunião que o Rede Noticiando participou, em conjunto com outros sites especializados em mobilidade urbana, com o Presidente da CPTM, Pedro Moro, e o secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, Alexandre Baldy, o tema abordado foi o comércio ambulante.

O Decreto nº 1832, de 4 de março de 1996, é o instrumento legal que aprovou o regulamento dos transportes ferroviários em São Paulo. De acordo com o artigo 40 do respectivo regulamento, é proibida a negociação ou comercialização de produtos no interior dos trens, nas estações e instalações, exceto aqueles devidamente autorizados pela administração ferroviária.

Ainda, o artigo 41 permite que as pessoas que se apresentem ou se comportem de forma inconveniente poderão ser impedidas de entrar ou permanecer em suas dependências.

O presidente Pedro Moro comentou que dificuldades existentes nos contratos de segurança impedem uma maior efetividade na coibição da prática. Moro disse que a empresa tem como objetivo reduzir a venda ilegal de mercadorias nas dependências da companhia, e que pretende trabalhar em conjunto com a secretaria de Segurança do Estado de São Paulo.

Moro citou as ameaças que funcionários e os passageiros recebem dos vendedores ambulantes, e que durante sua gestão, esse tipo de ação será combatida com inteligência e efetividade. O presidente não descarta solicitar o apoio das polícias civil e militar, para que realizem operações em conjunto no combate ao comércio irregular.

Entre os planos do presidente, um mapeamento de ações para reduzir o número de ambulantes no sistema deve ser feito. Ele citou ainda que os fatores econômicos ajudam a aumentar esse número.

Segundo ele, a CPTM vai passar a investir no elemento surpresa daqui pra frente.

Atualmente, a CPTM conta com 1.300 agentes de segurança (PF’s) e vigilantes terceirizados. Em um prazo de médio a longo prazo, o efetivo deve aumentar, já que a companhia estuda contratar novos agentes de segurança.

O passageiro que quiser contribuir no combate ao comércio ambulante pode enviar SMS pelo telefone (11) 97150-4949 em qualquer hora do dia e da noite, o passageiro tem ainda à disposição o telefone 0800 055 0121, do Serviço de Atendimento ao passageiro. Todas as denúncias recebidas por esse telefone são encaminhadas imediatamente à Segurança da Companhia.

Ainda sobre a reunião, leia também:

– Presidente da CPTM fala ao Rede Noticiando sobre os planos na Linha 13-Jade

Leia também

– Presidente da CPTM fala ao Rede Noticiando sobre os planos na Linha 13-Jade

– Solução para facilitar a transferência entre o Aeroporto de Guarulhos e a Linha 13-Jade deve ser definida em fevereiro

– Licitação dos ônibus na cidade de São Paulo é novamente suspensa pela Justiça

– Pesquisa mostra que o Metrô de SP é a instituição melhor avaliada pelos paulistanos

– CPTM anuncia o funcionamento dos serviços Airport Express e Connect da Linha 13-Jade

– CPTM fará testes entre Luz e Estudantes para eliminar a baldeação em Guaianases

– Operador de trem envolvido em falha na Linha 1-Azul é demitido do Metrô de São Paulo

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Dayane Priscila

Estudante de Desenvolvimento de Sistemas. Mini bibliotecária (Tributo, Semi-deusa, selecionada). Fotógrafa aspirante e amante de astronomia.
Siga-me:

Posts relacionados

  1. Marcos SANTOS says:

    Tirar o sustento de quem verdadeiramente necessita é demais,quantos vão com 20,00 reais como dizem pra se” levantar” e quando chegam a uns 100,00 reais de Mercadoria,Crentes que irão levar algo pros filhos e etc…os Segurança leva tudo é muito triste,vi essa semana um Vendedor chorar que nem uma criança,vão na estação USP pegar os que fu,a, drogas no fundo da estação ou Maloqueiros não são Marreteiros sim Maloqueiros mas quem precisa mesmo poderiam haver uma conversa civilizada.

  2. Anônimo says:

    Antes ter preconceito dos ambulantes , tirar o sustento das pessoas . Vai dá um emprego para todos que resolve . O que o povo vive robotizado e não vê o que vende algo está ajudando a familia. Tem muito para criticar , não passam fome pois tem seu garntido todo mes. Mas desde ajudar quem precisa não roubar as mercadorias dos vendedores nos transportes , pois presecisamos de ajuda . Procurar o que acontece na vida da pessoa para dar o melhor a ela e não tirar a opornidade de trabalho. Deixa nós trabalhar .

    • Concordo com vc para acabar com marreteiro o governo tem que dar emprego e este novo presidente deve se preocupar e com outras coisas pois já vi dentro de composição pessoas fazendo sexo e este transporte vive em manutenção e o valor da passagem alto então invés de se preocupar com o tal marreteiro que leva o sustento e faz com que o passageiro tenho um conforto com alimentação e água quando os trens demora deve se preocupar com outros problemas

  3. José da Silva says:

    ele precisa acabar com esses contratos de terceirizadas, nada contra os vigilants, elo contrario, ate fazem muito, mas as terceirizadas nao dao condiçoes para esses rabalhadores executarem sua funçao

  4. Adalberto S. de Andrade says:

    No tocante aos ambulantes a Segurança Operacional da empresa tem que se modernizar, pois os ambulantes utilizam toda tecnologia digital disponível, e a segurança ainda trabalha como nos tempos da CBTU e FEPASA no MODUS OPERANDI da década de 80/90. Esperamos que com a nova gestão, (PRESIDENTE) isto mude e se tenha avanços pois é como o governador Dória disse na posse, (MODERNIDADE e TECNOLOGIA) pois muitos ainda resistem e com isto os ambulantes avançam, independente do número de Agentes de Segurança próprios ou terceirizados, os colaboradores querem trabalhar para que deem resultados mas não são ouvidos no sistema.

    • Igor Roberto says:

      Excelente comentário Adalberto!
      Na ocasião, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, citou que está na hora da CPTM modernizar de verdade. Ser equipada com tecnologia e inteligência. O novo presidente é ”prata da casa”. Funcionário da empresa há 12 anos, vamos torcer para que ele ouça, assim como prometeu, os funcionários da empresa e que ela passe a melhorar.

      Obrigado pela participação, abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.