fevereiro 23, 2020

Durante a cerimônia de abertura da Estação AACD-Servidor da Linha 5-Lilás, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni informou que entre os dias 15 e 20 de setembro, as paradas Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin irão ser entregues.

Na ocasião, o secretário disse que ”Já na próxima semana, o Metrô e a concessionária Via Mobilidade iniciam as últimas vistorias para verificar os ajustes necessários para colocar as estações em operação”.

Nos últimos dias, quem passou próximo as três futuras estações, tem notado um ”ritmo acelerado” para a conclusão das obras. Na Estação Santa Cruz, o que até semana passada davam a entender que os trabalhos não seriam entregues no tempo citado por Clodoaldo Pelissioni, quem passou pelo local hoje, notou que, pelo menos na parte externa, os trabalhos estão sendo concluídos, mostrando um avanço significativo de uma semana para a outra.

A bagunça vista anteriormente, deu lugar uma fachada com moldes de estação, e até o totem que será usado para identificar a parada apareceu.

Na Estação Hospital São Paulo, funcionários que atuam na limpeza, já trabalham realizando a higienização do local, tendo em vista que, parcialmente a parada já foi repassada para a concessionária ViaMobilidade.

Em Chácara Klabin, surgiu certa preocupação após o roubo de cabos que seriam utilizados nas obras da estação, entretanto, ainda não há informações se irá postergar ou não a entrega desta parada.

A Estação Campo Belo, segue com o cronograma de ser a última estação a ser entregue na Linha 5-Lilás, com previsão para dezembro deste ano.

Certamente, quando ocorrer a entrega das novas paradas, todas irão operar em horário reduzido, fora do horário considerado de pico, para testes e maturação dos sistemas, seguindo um padrão internacional quando ocorre a abertura de novas estações e finalmente, a Linha 5-Lilás fará conexões com outras linhas de metrô. Vale destacar que o ramal será interligado às Linhas 1-Azul e 2-Verde.

Desde o início do mês de agosto, a Linha 5-Lilás é administrada pelo consórcio ViaMobilidade, formado pela empresas CCR e RUASInvest. O mesmo consórcio irá cuidar da operação e manutenção da futura Linha 17-Ouro de monotrilho.

Um projeto antigo do Metrô, planeja estender o ramal ao bairro do Jardim Ângela, inclusive é uma reivindicação antiga dos moradores da populosa região, entretanto, não existem prazos de obras. A decisão de prolongar ou não a Linha 5-Lilás, ficará a cargo do próximo governador do estado, já a partir de 2019.

Quando estiver completa, a Linha 5-Lilás deve transportar diariamente mais de 800 mil passageiros.

Confira imagens externas da estação Santa Cruz da Linha 5-Lilás:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia também:

Novas estações da Linha 5- Lilás não tem mais data definida para serem entregues.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público de São Paulo e Região Metropolitana?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Dayane Priscila

Estudante de Desenvolvimento de Sistemas. Mini bibliotecária (Tributo, Semi-deusa, selecionada). Fotógrafa aspirante e amante de astronomia.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.