julho 3, 2022

Além das famosas fazendas baianas, Minas Gerais também é um grande produtor da fruta que dá origem ao chocolate

O Brasil é um dos principais produtores de cacau do mundo, e a maior parte desse cultivo está concentrada no sul da Bahia, que vai de Salvador até a fronteira com o Espírito Santo. O estado possui séculos de história com a fruta que dá origem ao chocolate, hoje representando 74% de toda a colheita do país. Em segundo lugar, temos o Pará, com 19% das fazendas de cacau, mas isso não significa que os demais estados que cultivam não colaboram com essa fartura.

Minas Gerais não fica de fora, apesar de ser em uma escala muito menor. O cacau é cultivado nos municípios de Almenara, Bandeira, Mato Verde, Jordânia e no Vale de Jequitinhonha, se destacando com mais de 100 hectares de plantação neste último. A maioria das lavouras de cacau fora da Bahia possui menos de 50 hectares, e ainda assim, consegue apresentar uma alta produtividade, então no quesito de extensão, MG tem uma posição de destaque.

O grande diferencial do plantio de cacau em Minas Gerais é que 95% da fruta na região é cultivada em matas abertas, e não em fazendas. Essa prática possui diversos benefícios, como a preservação de áreas naturais, a infiltração da água no solo e o fato de o cacau já estar adaptado àquela biodiversidade, garantindo um processo mais saudável e sem intervenções da ciência. Na Bahia, por exemplo, o cacau produzido foi alterado geneticamente para resistir a um fungo chamado de Vassoura de Bruxa, que afetou drasticamente todas as lavouras durante a década de 1990.

Como a planta já está em seu “habitat natural”, o cultivo acaba sendo bem mais fácil, sendo necessário apenas plantar, podar e colher. O solo úmido da mata mantém a fruta bem hidratada, dispensando a necessidade de irrigação, além do fato de já ter todos os nutrientes necessários, o que também dispensa a adubação. O fato de o ambiente ser seguro contra pragas e doenças também é uma grande vantagem, evitando o uso de substâncias nocivas, e, no máximo, sendo necessário usar apenas alguns óleos alternativos.

Para quem mora na região ou pretende visitar Minas Gerais para conhecer essas áreas de cultivo, pode ser interessante conferir um aluguel de carros em BH para chegar até os locais, que podem ser bem isolados. Assim como na Bahia, eles costumam receber visitantes, desde que tudo seja combinado previamente. Para mais informações sobre visitas, entre em contato com a Associação de Produtores de Cacau de Bandeira (Asprocab).

REDE NOTICIANDO

Siga nossas redes sociais e fique bem informado!

Receba em primeira mão nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram.

Rede Noticiando — A serviço da informação!

Flávia Viana

Jornalista e editora convidada do Rede Noticiando. Contribui com pautas sobre saúde, tecnologia, aplicativos e mobilidade urbana.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.