A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) prevê publicar o edital de concessão do Trem Intercidades (TIC) até dezembro deste ano.

A informação consta em um relatório de investimentos da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM), cujo o Rede Noticiando teve acesso.

A proposta têm como base a realização de Parcerias Publico-Privadas em curto prazo e no documento já consta a inclusão da Linha 7-Rubi na concessão. Neste caso, o atendimento entre às estações Luz e Jundiaí se transformaria num serviço de trem parador.

A previsão da pasta no documento é de receber as propostas comercias em janeiro de 2020.

A proposta prevê um tempo de concessão de 30 anos com um investimento estimado em 7 bilhões, cujo valor sairia do setor privado e público.

Novos serviços

No documento consta a previsão de criação de dois serviços: TIC Serviço Expresso e o Serviço Parador.

TIC Serviço Expresso: Viagens com trens partindo da estação Barra Funda, obedecendo parada em Jundiaí, concluído a viagem em Campinas. O tempo estimado de viagem é de 60 minutos, nas 3 paradas com um total de 102 km de vias percorridas.

Serviço Parador: Neste caso, os trens segundo o documento vão atender Valinhos, Vinhedo, Louveira e Jundiaí e integrando com a Linha 7-Rubi em Francisco Morato.

A demanda prevista para o Trem Intercidades é de 68,5 mil passageiros/dia, já o eixo Luz-Jundiaí atende 18 estações e transporta 442 mil passageiros/dia.

A expectativa analisando o documento é de que os serviços de atendimento aos passageiros na Linha 7-Rubi melhore, principalmente com a redução do intervalo e os investimentos em modernização dos sistemas de controles dos trens e de energia, além claro, de novos equipamentos de manutenção.

Leia também:

Em relação ao Relatório de Investimentos da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) cujo o Rede Noticiando teve acesso. Nós já falamos de outros temas. Te convido a ler abaixo:

Secretaria nega existência de apresentação

Segundo informações do “Diário do Transporte“, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos diz que não reconhece o relatório, e que ainda não definiu as prioridades dos investimentos.

“A Secretaria de Transportes Metropolitanos desconhece o relatório divulgado sobre investimentos da pasta. Projetos e obras da Secretaria estão em fase de reconhecimento pela nova gestão para a definição de prioridades.”.

O documento, no entanto, circulou entre funcionários ligados a pasta.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.