Alexandre Baldy pediu e o governador de São Paulo, João Doria, concedeu mais 30 dias de licença do cargo de secretário dos Transportes Metropolitanos.

Afastado do cargo após ser preso (e depois solto por Gilmar Mendes), Baldy é acusado de ter cometido fraudes em contratos da área de saúde nos períodos em que foi deputado federal e ministro das cidades no governo Michel Temer.

O prazo de afastamento do cargo à frente da pasta dos transporte expirou no último dia 30 de agosto, e somente nesta terça-feira, 8 de setembro, que houve notícias sobre sua permanência no governo Doria.

Paulo Galli, que ocupava o posto de secretário-executivo da STM, segue de forma interina no cargo de Baldy na gestão do governo de João Doria.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.