Três estações da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) onde apresentaram o maior número de roubos em 2018 ficam localizadas no Centro de São Paulo. Dados apresentados pela Secretaria da Segurança Pública foram apresentados a Rádio Bandeirantes por meio da Lei de Acesso à Informação.

Foram considerados os casos em que as vítimas relataram ter objetos subtraídos mediante violência ou grave ameaça dentro ou no entorno das estações.

Vamos às estações:

– A Estação República, que abriga a Linha 3-Vermelha (Palmeiras-Barra Funda – Corinthians-Itaquera) e 4-Amarela (Luz – São Paulo-Morumbi), apresentou 50 ocorrências, o dobro do registrado em 2017.

– Em segundo lugar, aparece a Estação Luz, que abriga a Linha 1-Azul (Tucuruvi – Jabaquara), com 38 roubos.

– Na terceira posição aparece a Estação Sé, que abriga as linhas 1-Azul (Tucuruvi – Jabaquara) e 3-Vermelha (Palmeiras-Barra Funda – Corinthians-Itaquera), com 31 ocorrências.

A segunda e a terceira posição apresentam números estáveis em relação ao ano anterior.

Completam a lista das dez paradas mais perigosas as estações: Santana, Tatuapé, Barra Funda, Anhangabaú, Corinthians-Itaquera e Carandiru.

Segundo os dados, 35 roubos ocorreram dentro das composições do Metrô, segundo os boletins de ocorrência. Entre os casos, quatro foram na estação Jardim São Paulo, três em Santana e uma na Parada Inglesa, todas na Linha 1-Azul, entre os meses de outubro e dezembro.

O Metrô de São Paulo disse em nota que registrou apenas 90 casos de roubo em 2018, quando foram efetuadas 33 prisões por agentes de segurança. A empresa acrescentou que as medidas já adotadas provocaram redução de 17% nas ocorrências na comparação com 2017.

A previsão é que todos os trens tenham monitoramento on-line até o fim do ano na linha 2-Verde e até 2020 nas linhas 1-Azul e 3-Vermelha. A Via Quatro, que administra a Linha 4-Amarela, informou que possui mais de mil câmeras nas estações e 754 nos 29 trens.

A Polícia Civil afirmou que realiza operações constantes nas estações, principalmente naquelas onde o fluxo de passageiros é mais intenso.

Leia também

– Metroviários de São Paulo podem paralisar atividades no dia 5 de fevereiro

– Agentes de segurança da ViaMobilidade salvam vida de mulher na estação Brooklin

– Expresso Leste deve chegar a Mogi das Cruzes em todos os horários

– Investigação aponta que menino foi atropelado por trem do Metrô quatro minutos após aviso por SMS

– Estado de São Paulo receberá recursos do Governo Federal para modernizar CPTM e expandir VLT

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.