O governador Márcio França anunciou agora há pouco durante entrevista coletiva a retomada do abastecimento de postos de combustível no Estado de São Paulo. Após o quarto dia seguido em que o governador se reuniu com lideranças no Palácio dos Bandeirantes, a categoria decidiu aceitar um pacote de propostas levado ao Governo Federal.

Durante a reunião, lideranças da categoria apresentaram mais um pleito: a inclusão dos caminhões que transportam combustível na lista daqueles que têm livre circulação na capital paulista (produtos perigosos). Segundo o governador, em conversa por telefone com o prefeito Bruno Covas, ele foi informado de que um decreto com a mudança será editado ainda hoje.

Durante as negociações, Márcio França elencou demandas anteriores da categoria, como a fixação de uma tabela para o frete, ao informar que as discutiu na noite de ontem com o presidente Michel Temer. De acordo com o governador, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, o informou que a Medida Provisória do Frete deverá ser assinada ainda nesta tarde.

“Todos os caminhoneiros aqui presentes acordaram que, se o presidente fixar e publicar as novas regras, será permitida a desobstrução das vias em outros locais do país”, disse o governador.

A única exceção é a Rodovia Régis Bittencourt, cujas lideranças não responderam, por enquanto, aos representantes que participaram da reunião.

Ao término do encontro, Márcio França informou que as refinarias paulistas estão sendo desbloqueadas. “Já estamos caminhando em direção à volta da normalidade em São Paulo”, avaliou.

Crise no abastecimento afeta o transporte sobre ônibus na capital paulista

Mais cedo, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse em entrevista coletiva que só há combustível suficiente para a circulação de ônibus até quarta-feira, na capital paulista. Segundo o prefeito, neste momento, apenas duas das mais de 1.300 linhas não estão em operação.

O anúncio foi feito nesta terça-feira, 29 de maio, após reunião do Comitê de Gerenciamento de Crise, criado na sexta-feira. O Comitê foi formado no dia em que a Prefeitura de São Paulo decretou situação de emergência.

Com o anúncio do governador Márcio França, a expectativa é que o cenário mude, e que as garagens voltem a receber óleo diesel normalmente. Nas próximas horas, a Prefeitura de São Paulo deve emitir uma nota oficial sobre como deve ser a operação de ônibus nesta quarta-feira, 30 de maio.

Igor Roberto

Profissional e estudante de enfermagem, pesquisador, analista financeiro e de mídias sociais. A informação é o meu esporte!
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.