novembro 27, 2022

O valor da tarifa dos trens da CPTM, do Metrô e dos ônibus gerenciados pela EMTU, não serão reajustados em 2023. A informação foi dada pelo governador eleito de São Paulo, Tarcísio de Freitas, durante uma entrevista dada ao SP1, da TV Globo.

O valor da tarifa do transporte público na cidade de São Paulo, por exemplo, já foi reajustado nove vezes desde 2010, quando custava R$ 2,70. Hoje, o passageiro paga R$ 4,40.

Em junho deste ano, o governador Rodrigo Garcia (PSDB), derrotado na eleição, também afirmou que as tarifas do metrô e da CPTM também não aumentariam. O prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB), acompanhou a decisão.

Nunes afirmou que já são dois anos sem aumento da passagem, apesar dos reajustes nos combustíveis, por exemplo. Ele disse que o novo valor do subsídio depende muito de como vai ser o custeio e o volume de passageiros ao longo do ano, mas aponta para um acréscimo substancial no repasse de recursos. “A gente imagina que deva passar de R$ 4 bilhões neste ano”, afirmou o prefeito, à época.

Ampliação do uso do Cartão TOP

Tarcísio também disse querer ampliar o uso do bilhete metropolitano, o cartão TOP, fazendo com que este seja aceito nos ônibus municipais de São Paulo, estações de trem e metrô e também em linhas gerenciadas pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo). Não foi dito quando o projeto seria posto em prática.

“Estamos estudando a ampliação do bilhete metropolitano. Nós temos hoje o Bilhete Único pegando aqui o ônibus na cidade de São Paulo, pegando ai o Metrô, pegando a CPTM. A gente quer estender isso para a EMTU. Já fizemos as contas. A gente já sabe quanto é que isso custa e quanto a gente tem que aportar de subsídio para que aquelas pessoas que moram mais longe paguem menos”, declarou Tarcísio.

Ruan Filipe

Estudante, fã de games e de astronomia. Sou auxiliar de redação do Rede Noticiando e aqui trarei assuntos sobre mobilidade e tecnologia.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *