CPTM

Levantamento mostra que em média ocorrem 3 quedas por dia no vão entre o trem e a plataforma nas estações da CPTM

O Jornal Folha de São Paulo realizou um levantamento através da Lei de Acesso a Informação, onde mostra que de janeiro a setembro deste ano, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) já havia registrado 542 quedas em vãos entre o trem e a plataforma de suas estações. Esse número representa, em média, 3 quedas por dia.

A Linha 11-Coral (Luz – Guaianases – Estudantes) é a que apresenta o maior número de quedas, com cerca de 193 casos registrados, seguido da Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú), com 118.

Apesar do número alto registrado de quedas, ele é 38% menor do que comparado com o mesmo período em 2017.

A CPTM tem realizado serviços para tentar minimizar o problema, e já instalou borrachões em três plataformas da Estação Brás e uma na Estação da Luz.

Segundo a Companhia, no próximo ano, as estações Palmeiras-Barra Funda, Santo Amaro, Santo André, Tatuapé, São Miguel Paulista e Osasco devem receber o equipamento.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público de São Paulo e Região Metropolitana?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Profissional e estudante de enfermagem, pesquisador, analista financeiro e de mídias sociais. A informação é o meu esporte!
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.