setembro 26, 2020

Um operário morreu nas obras de construção do pátio Água Espraiada da Linha 17-Ouro de monotrilho, na tarde desta terça-feira, 26 de fevereiro, na Zona Sul da cidade de São Paulo. O acidente aconteceu por volta das 14h30.

A Tiisa, uma das responsáveis pelo consórcio da linha lamentou o falecimento do operário Irisvan Silva Redense, de 31 anos. Em nota, a empresa disse que as causas do acidente estão sendo apuradas.

Funcionários do consórcio relataram que o operário teria batido a cabeça após escorregar na obra. Ainda segundo eles, o homem faleceu no local.

“O Consórcio vem adotando todas as medidas possíveis para colaborar com o trabalho das autoridades, já tendo procedido às comunicações cabíveis aos órgãos competentes e está à inteira disposição das autoridades para prestar toda e qualquer informação que se faça necessária”, conclui o consórcio em nota.

A Linha 17-Ouro do monotrilho deveria ter ficado pronta para a Copa do Mundo que ocorreu no Brasil em 2014, entretanto, por diversos problemas, até o momento nenhuma estação foi concluída.

Quando forem concluídas as obras, a operação e manutenção da Linha 17-Ouro ficará a cargo da concessionaria ViaMobilidade.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.