dezembro 4, 2022

Os motoristas, cobradores e demais profissionais ligados aos ônibus em São Paulo, iriam fazer uma greve nesta terça-feira, dia 31 de maio de 2022, caso a SPUrbannus não apresente uma proposta que atenda à categoria. A data foi alterada para o dia 6 de junho.

Na semana passada, a greve foi suspensa em razão de uma multa imposta pela Justiça, mas, agora o cenário é outro, e o Sindmotoristas está disposto a iniciar manifestações fechando os terminais de ônibus já na madrugada, podendo se estender até o período da tarde.

ATENÇÃO: Motoristas aprovam greve de ônibus para o dia 6 de junho em São Paulo

De acordo com o presidente do Sindmotoristas, Valdevan Noventa, foi proposto um reajuste de apenas 10% e ainda parcelado nos salários dos trabalhadores, o que está aquém do percentual pleiteado pela categoria. “É inaceitável um reajuste inferior à inflação. Não vamos ceder a tudo aquilo que foi apresentado em nossa pauta de reivindicações. Os trabalhadores merecem reconhecimento e respeito”, disse.

A entidade sindical vai esperar até às 16h desta segunda-feira, dia 30, uma nova proposta que agrade a categoria. Caso isso não ocorra, será iniciada uma assembleia para definir um plano de ações que contará com os fechamentos dos terminais de ônibus nesta terça, dia 31.

LEIA TAMBÉM: Sindicato marca greve de ônibus em São Paulo para o dia 6 de junho

REDE NOTICIANDO

Siga nossas redes sociais e fique bem informado!

Receba em primeira mão nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram.

Rede Noticiando — A serviço da informação!

Anderson Dantas

Potiguar, prestativo e empreendedor. É formado em turismo e trabalha com marketing digital. É administrador das páginas do Rede Noticiando desde 2015. Quer entrar em contato com o Anderson? Escreva para contato@noticiando.net
Follow Me:

Posts relacionados

  1. Eu acho engraçado quando e pra dar reajustes alimentação plano de saúde combustível almento de salário de vagabundo político tudo acima da inflação mas quando e pra reajustar o salário de quem realmente trabalha e uma briga pra repor a inflação

  2. Esses trabalhadores à anos que nem o índice de inflação conseguem…
    Se olharmos para motoristas em Sorocaba que o sindicato de briga por aumento da categoria já por aqui só lamentos.

  3. Teria que parar tudo esses profissionais merecem respeito, são trabalhadores que tem família e filhos para sustentar, muitos moram de aluguel e os salários deles não cobram tudo , como outros trabalhadores também eu apoio a greve .

  4. Denise Teixeira de Abreu says:

    Faça greve sim, os profissionais precisam ganhar mais

Comments are closed.