novembro 30, 2020

A CPTM recebeu nesta semana, parte de um trem da série 7000 (Q072) que está fora de operação desde 2012, após ter descarrilado na região da estação Ceasa da linha 9-Esmeralda.

No descarrilamento, diversos componentes do trem foram danificados, e foi necessário que a fabricante, a CAF, fizessem um trabalho de recuperação na fábrica de Hortolândia, em São Paulo.

Pelo menos metade do trem já retornou ao pátio de Presidente Altino, em Osasco, na Grande São Paulo.

Série 7000

Na época da compra dessa série, foram adquiridos 40 unidades de oito carros que serviriam as linhas da Companhia.

Atualmente, essa série opera nas linhas 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú), 10-Turquesa (Brás-Rio Grande da Serra) e 12-Safira (Brás-Calmon Viana).

Outros acidentes

Além do Q072, um outro trem da série 7000 ficou bastante danificado. Trata-se do Q008 que colidiu com um trem da série 1700 na estação Palmeiras-Barra Funda, em dezembro de 2010. Esse trem atualmente está no pátio da Lapa cedendo peças para outras composições da mesma série. Nos bastidores, fala-se que sua recuperação é irreversível, pois houve severos, inclusive com erro humano, o que impede que sua garantia seja acionada.

*Com informações do Paparazzi Ferroviário e do Via Trólebus

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram

Ruan

Sou estudante, auxilar de redação e criador de conteúdo do Rede Noticiando. Games e música estão entre meus temas favoritos.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.