dezembro 1, 2022

Desde o início da pandemia do Covid-19, as empresas precisaram buscar as transformações do mundo digital para se manterem ativas, afinal, quem quer se manter em alta, precisa estar atento às mudanças do mundo e a forma como as pessoas se comportam.

O resultado de toda essa migração para o home office foi um grande impulsionamento do mercado digital, mudando a forma como as empresas enxergam as novas tendências tecnológicas.

Claro que, quem realmente busca resultados, vai optar por sair à frente de toda a concorrência, adicionando novos métodos e soluções para ser a diferença dentro do seu setor, seja no marketing, gestão financeira ou na tecnologia da informação.

Com isso, acompanhar ou saber identificar as principais tendências que estão surgindo é se consolidar ou se destacar dentro do nicho de seu mercado. Confira!

Comando de voz

Nos últimos anos a experiência de dar comandos de voz está sendo cada vez mais utilizada. Se pararmos para analisar, a maioria das assistentes virtuais auxiliam em tarefas das mais simples, mas que ainda por si só, fazem a diferença.

Seja pelo celular, em alto-falante, nas luzes ou nos eletroeletrônicos, o ligar e desligar se tornou mais fácil, uma vez que basta apenas uma automação predial.

O mundo está ficando cada vez mais prático e rápido, incluindo as tarefas mais simples da nossa rotina. Abrir aplicativos ou digitar pode não ser mais tão rápido quanto era comparado há 5 anos atrás.

De acordo com alguns especialistas, as marcas que utilizarem recursos de voz e inteligência artificial no setor de atendimento ao cliente e vendas poderão lucrar até 30% a mais que as que não aderirem.

Segurança de dados 

Com a transformação digital cada vez mais forte e criando um maior fluxo de informações, as empresas precisam garantir a privacidade e a segurança de todos os dados que ela possui, seja da organização, dos fornecedores ou clientes.

Por isso, o investimento em mecanismos para proteção e armazenamento de dados precisa ser levado a sério e deve ser indispensável para uma empresa, afinal, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) já está em vigor.

Essa lei tem como principal objetivo garantir a proteção da liberdade e da privacidade, além de ter como foco a criação de um cenário de segurança jurídica.

Infelizmente, ainda é comum ocorrer o vazamento de informações, por isso, os consumidores também estão mais atentos às políticas de privacidade e segurança de uma empresa com quem eles escolhem se relacionar.

Justamente por muitas pessoas terem sofrido ameaças, fraudes e até mesmo roubos pela internet, é que a LGPD se faz tão importante no cenário digital.

Chatbot 

O chatbot basicamente é um software que é capaz de manter uma conversa com um usuário humano na linguagem mais natural possível através de aplicativos de mensagens, sites ou outras plataformas digitais.

Eles são sistemas que utilizam uma interface conversacional para entregar um produto, serviço ou experiência diferente para seus clientes.

Com a pandemia e o aumento de vendas pela internet e e-commerce, a utilização desse software ganhou ainda mais importância por conta das solicitações de suporte e atendimento geral.

Graças às melhorias que o seu processo vem desenvolvendo, para 2022 este será ainda mais usado e amadurecido, uma vez que sua integração está ativa em outros dispositivos.

Hiperautomação

A hiperautomação é a extensão da automação de processos de negócios ligados além dos limites dos processos individuais.

Com este sistema é possível eliminar trabalhos burocráticos e manuais, além de minimizar erros e retrabalho, ganhando tempo e aumentando a produtividade da equipe.

A hiperautomação também ajuda a reduzir custos através das soluções de softwares criados para automatizar e executar atividades e processos, promovendo tendência para a colaboração entre pessoas e equipamentos.

Internet of Things (IoT)

No tom mais básico, podemos dizer que a “internet das coisas” é sobre a conexão de dispositivos com a internet para que eles interajam com as pessoas, com os aplicativos e entre eles.

Este resultado é a combinação do número de usuários crescentes na internet e a quantidade de aparelhos e serviços tecnológicos que estão disponíveis, se fazendo muito presentes na nossa rotina, como nos celulares, Youtube, Waze, etc.

Essa transformação pode desafiar o mercado em diversos setores, uma vez que as empresas precisarão criar soluções que sejam diferenciadas e facilitem os meios de fazer negócios e consumir determinado produto ou serviço através da conectividade.

Impressoras 3D

Sabemos que a impressora 3D não é uma novidade, uma vez que ela revolucionou o mercado há anos, mas, ainda nos dias de hoje, ela continua sendo um ótimo advento para vários setores.

Uma pesquisa realizada pelo Fórum Econômico Mundial indicou que 49% das empresas brasileiras pretendem investir na impressão 3D em 2022, percentual esse que está acima da média mundial de uso da tecnologia.

Com a aplicação da impressão 3D, o mercado pode alterar completamente a forma de fabricação que conhecemos, principalmente quando falamos sobre produtos voltados para entretenimento e colecionáveis.

Assim como tem feito em como o da medicina e engenharia civil.

Lembrando que a capacidade da impressão não se trata de máquinas convencionais que levam toner ou cartucho, mas de um tipo diferente de suprimento para a execução das modelagens pré definidas em desenhos e projetos.

Independente do ramo de atuação da sua empresa, seja dono ou funcionário, o exercício criativo de identificar como novas tecnologias podem ser absorvidas fará toda a diferença, bem como acompanhar os avanços próprios do seu nicho de atuação.

REDE NOTICIANDO

Siga nossas redes sociais e fique bem informado!

Receba em primeira mão nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram.

Rede Noticiando — A serviço da informação!

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Follow Me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *