Uma solução para destravar as obras da Linha 6-Laranja de metrô deve ser adotada até o final de 2019. Foi o que disse o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, durante uma entrevista ao site Poder 360.

Os trabalhos estão parados há 2 anos e meio, depois que o consórcio Privado que tocava o projeto, A Move São Paulo, teve integrantes investigados pela Operação Lava Jato e não conseguiu financiamento do BNDES.

Num primeiro momento, as obras poderão ser retomadas com recursos do estado, mas segundo Baldy, existe o interesse de investidores no projeto da nova linha metroviária.

O jornal questionou o secretário sobre o andamento do projeto da Linha 6-Laranja, acompanhe:

A construção dessa linha está parada. O que será feito?

”É a maior obra de infraestrutura do Brasil e a maior PPP do mundo. São aproximadamente R$ 12 bilhões em investimentos. Está paralisada há 2 anos e meio. Nosso objetivo é, no segundo semestre deste ano, retomá-la. Não é fácil. É uma PPP em que a parte privada, o consórcio Move São Paulo, é formado por empresas que tiveram problema com a Lava Jato, com acesso ao crédito. Temos a opção de desapropriar a Linha 6 e retomar a obra pelo Estado; podemos comprar a linha a preço simbólico e retomar a obra pelo Estado ou temos a possibilidade de buscar investidores internacionais, que é nosso foco maior”, disse Baldy.

A preferência é por uma solução de mercado. Há interessados?

”Sim. Somos um governo liberal e privilegiamos o privado. Mas, nesse caso específico, estamos buscando a solução viável, que seja a mais rápida para retomar essa obra e gerar 6.000 empregos diretos que estão nos canteiros, com quase 15% das obras realizadas. Temos R$ 1,7 bilhão disponíveis para a obra. Somos capazes de retomá-la de imediato e dar fluxo de alguns meses para licitar novamente sua venda”, concluiu o secretário.

Precisando fazer a recarga do seu Cartão de Transporte?

Você está precisando fazer a recarga do seu Cartão de Transporte? Baixe agora o aplicativo RecargaPay, disponível para os sistemas operacionais iOS e AndroidSem cobrança de taxas, simples e rápido!

Em poucos segundos, você faz a recarga:

  1. Insira os dados do seu cartão, escolha o tipo de recarga que deseja fazer e o valor.
  2. Selecione a melhor opção para pagar sua recarga.
  3. Pra finalizar basta aguardar a confirmação do pagamento.

Depois, você só precisa fazer a liberação dos créditos aproximando o seu cartão de um validador em qualquer máquina de recarga e consulta de saldo de Cartão de Transporte, que ficam nas estações do Metrô, da CPTM e nos terminais de ônibus.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.