O prefeito José Crespo, da cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo, vetou um Projeto de Lei que tornaria todos os assentos de ônibus preferenciais. A decisão foi tomada com base no parecer da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Social de Sorocaba (Urbes), responsável por administrar os transportes na cidade.

De acordo com a Urbes, o veto total teve como justificativas inconstitucionalidade e impedimento técnico, uma vez que a iniciativa é reservada ao prefeito para mudanças neste quesito.

A decisão agora, só poderá ser revogada em 2019, caso a Câmara consiga derrubar o veto do prefeito.

Com duas emendas, o Projeto de Lei estabelecia que todos os assentos dos ônibus passassem a ser preferenciais para idosos, pessoas com obesidade, deficiência, transtorno do espectro autista, mobilidade reduzida, limitação temporária de locomoção, gestantes ou pessoas com crianças de colo.

Na ausência desses passageiros, a utilização dos demais passageiros seriam livres, segundo texto de autoria do vereador Renan Santos.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público de São Paulo e Região Metropolitana?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.