abril 2, 2020

O Metrô de São Paulo habilitou a BYD, gigante chinesa do setor de mobilidade sustentável, para a fabricação de 14 trens para a linha 17-Ouro do monotrilho. O consórcio Signalling, que havia dado a proposta de menor valor, foi desclassificado por não atender aos requisitos técnicos e financeiros do edital.

Além do fornecimento dos trens, a licitação engloba o fornecimento do sistema de sinalização, controle dos trens e portas de plataforma.

Linha 17-Ouro do monotrilho

A Linha 17-Ouro era pra ter sido entregue antes da Copa do Mundo de 2014 que aconteceu no Brasil, entretanto, até hoje nenhuma estação ou trem se quer foram entregues.

O “trecho prioritário” conforme o governo chama, corresponde as estações Congonhas, Jardim Aeroporto, Brooklin Paulista, Vereador José Diniz, Campo Belo (integrada a linha 5-Lilás), Vila Cordeiro, Chucri Zaidan e o Pátio Água Espraiada.

Quando estiver concluída, a operação e administração do monotrilho nesta linha será de responsabilidade do consórcio ViaMobilidade, que já opera a Linha 5-Lilás de metrô.

A expectativa do governo de João Doria é que a linha 17 fique pronta em 2022.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram

Ruan

Sou estudante, auxilar de redação e criador de conteúdo do Rede Noticiando. Games e música estão entre meus temas favoritos.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.