A partir deste sábado, dia 1° de dezembro, a Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) será parcialmente fechada, devido a realização de obras no viaduto da Marginal Pinheiros.

Serão instalados seis macacos hidráulicos no viaduto, a ação será realizada para começar a erguer a estrutura.

O anúncio foi feito pela Prefeitura de São Paulo, na manhã desta terça-feira, dia 27 de novembro, e segundo a administração, o processo é lento e pode levar ao menos 10 dias a partir dos testes de sábado.

O Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) será acionado para atender os passageiros que irão utilizar as estações da CPTM. Inicialmente, está confirmado a interdição no período da manhã.

O viaduto cedeu no dia 15 de novembro, e o trabalho da prefeitura até o momento consistiu em dar apoio à estrutura para evitar que ela cedesse mais, informou o prefeito Bruno Covas.

Até então, foi instalada uma viga artificial, chamada pilar de alívio, no lugar do pilar rompido. A estrutura de ferro na cor azul tem como objetivo evitar que o viaduto continuasse a ceder.

A viga está carregando de 200 das 550 toneladas de peso da fração do viaduto, segundo o prefeito da cidade.

O próximo passo, que é a instalação dos macacos hidráulicos, tem como objetivo devolver o viaduto à posição original, que é dois metros acima de onde está no momento.

“A gente em breve vai poder ter certeza de qual hipótese é a verdadeira em relação ao que aconteceu e qual vai ser a obra de engenharia necessária para recuperar o viaduto”, disse Bruno Covas.

Quando o alteamento do viaduto iniciar, os técnicos estarão atentos ao atrito no degrau criado entre a parte que está em pé do viaduto e o segmento que caiu, segundo a Prefeitura.

Os técnicos querem se certificar de que, quando a estrutura comece a se mover, não raspe na estrutura em que está encostada, criando mais danos. Conforme o macaco começar a subir, as dez estacas que a Prefeitura instalou ao longo das duas últimas semanas têm de ser reguladas, para continuar sustentando a estrutura do viaduto, segundo Covas.

Vale destacar que atualmente, os trens da Linha 9-Esmeralda circulam com maiores intervalos e velocidade reduzida, cerca de 10 km/h, entre as estações Vila Lobos-Jaguaré e Cidade Universitária.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público de São Paulo e Região Metropolitana?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Dayane Priscila

Estudante de Desenvolvimento de Sistemas. Mini bibliotecária (Tributo, Semi-deusa, selecionada). Fotógrafa aspirante e amante de astronomia.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.