A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) realizou a abertura dos envelopes com as propostas para a implantação da segunda fase do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) da Baixada Santista.

Sete consórcio e três empresas apresentaram interesse em tocar as obras, que vão agregar mais 8 quilômetros de vias no novo trecho, contemplando, inicialmente, 14 estações, entre a estação Conselheiro Nébias e o bairro Valongo.

Os interessados são:

  • Consórcio Conselheiro Nébias /Valongo
  • Consórcio Construcap – Consbem (VLT Santos)
  • Consórcio EBC-COMSA
  • Consórcio Ferreira Guedes – Teixeira Duarte – SOMAFEL
  • Consórcio TTE (VLT)
  • Consórcio VLT Litoral Paulista
  • Consórcio VLT Santos
  • Constran S.A. Construções e Comércio
  • Construtora Queiroz Galvão S.A.
  • S.A. de Obras y Servicios, Copasa do Brasil

O resultado final será conhecido em maio e as obras devem começar de fato, somente no segundo semestre deste ano. O investimento previsto é de R$ 280 milhões.

Atualmente, o VLT da Baixada Santista opera com 11,5 quilômetros de extensão, ligando o Terminal Barreiros, em São Vicentes, a estação Porto, em Santos.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Profissional e estudante de enfermagem, pesquisador, analista financeiro e de mídias sociais. A informação é o meu esporte!
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.