Este post com informações sobre a greve de ônibus em Guarulhos, encerrada no dia 10 de maio de 2019, foi atualizado nos dias 9 de maio de 2019 (dia anterior a greve) e nos dias 10 e 11 de maio de 2019. Logo mais abaixo você confere uma cronologia das informações que foram divulgadas.

Para continuar acompanhando as notícias sobre o transporte público de São Paulo e Região Metropolitana, acesse a página inicial do nosso site ou nos siga nas principais redes sociais (Twitter e Facebook).

Sábado, dia 11 de maio

12h30 – Encerramos por aqui a cobertura do Rede Noticiando sobre a greve de ônibus em Guarulhos que aconteceu no dia 10 de maio de 2019. Muito obrigado a todos!

8h10 – Após o fim da greve de motoristas e cobradores de Guarulhos e região, conduzida pelo sindicato da categoria, decretada em assembleia realizada na noite desta sexta-feira, dia 10 de maio, os ônibus das três empresas, que tiveram as atividades paralisadas nesta sexta-feira, dia 10 de maio, voltaram a circular normalmente na cidade.

Nesta sexta-feira, o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo determinou em audiência de conciliação entre os sindicatos dos trabalhadores e das empresas de ônibus, o encerramento da paralisação e o retorno o imediato dos motoristas e cobradores aos seus postos de trabalho. Os dois sindicatos entraram em acordo referente à campanha salarial da categoria.

Os pontos da audiência de conciliação sugeridos incluem aumento salarial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor ou de 5% (o que for maior); o não desconto das horas paradas em greve, mediante compensação; e manutenção das demais claúsulas da convenção anterior, com o mesmo reajuste aplicado ao salário, com exceção da Participação nos Lucros e Resultados, que manterá os mesmos valores praticados na norma anterior.

8h – Bom dia! Voltamos com as últimas informações sobre o fim da greve de ônibus de motoristas e cobradores de Guarulhos e região.

Sexta-feira, dia 10 de maio

22h10 – Encerramos por hoje a cobertura da paralisação de ônibus em Guarulhos e região. Os ônibus voltaram a circular gradativamente desde o período da tarde desta sexta-feira, dia 10 de maio, a circulação será normalizada neste sábado, segundo a Prefeitura de Guarulhos. Voltaremos na manhã deste sábado, dia 11 de maio, com uma nova atualização das informações. Obrigado a todos e até lá!

19h20 – A Prefeitura de Guarulhos, informou ao Diário do Transporte, que a circulação de ônibus na cidade será normalizada somente neste sábado, dia 11 de maio. Os motoristas e cobradores iniciaram uma paralisação na manhã desta sexta-feira, dia 10 de maio, mas até por volta de 17h, pouco mais de 10% da frota estava nas ruas, segundo a gestão municipal.

“A operação especial implantada na cidade pela Secretaria de Trânsito e Mobilidade Urbana de Guarulhos, com a utilização do sistema alimentador dos terminais (micro-ônibus) estendendo as linhas até o centro da cidade e a liberação dos corredores de ônibus para o tráfego de veículos em geral, atenuou bastante os efeitos da greve dos motoristas para a população”, informou a Prefeitura de Guarulhos, em nota.

O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo determinou o retorno imediato dos motoristas e cobradores aos seus postos de trabalhos.

“Após acordo no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, os ônibus começaram a operar, mas até às 17h pouco mais de 10% da frota estava na rua e o retorno está sendo gradual, com a normalidade do serviço devendo ocorrer a partir deste sábado”, informou a Prefeitura de Guarulhos.

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores, informou que considera os resultados da reunião do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo uma “vitória enorme“, uma vez que o tribunal determinou reajuste salarial à categoria.

Uma assembleia estava marcada para às 17h, para ratificar o acordo com os trabalhadores, porém o sindicato da categoria ainda não oficializou nenhum comunicado.

19h05 – Informação do João Rafael:

17h15 – Informação da Secretaria de Transportes Metropolitanos em sua conta oficial no Twitter:

16h50 – A EMTU informou em sua conta oficial no Twitter que a circulação das linhas de ônibus intermunicipais em Guarulhos está em processo de normalização. O aplicativo que a empresa sugere no tweet pode ser baixado para iOS ou Android.

15h55 – O Sindicato dos Motoristas e Cobradores informou ao Guarulhos Hoje que a paralisação deve ser encerrada no início da noite, após a ratificação em assembleia com a categoria, do que foi acordado na audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo.

Segundo o Sindicato dos Motoristas e Cobradores, os ônibus já teriam começado a circular aos poucos às 15h, porém no Centro de Guarulhos, o movimento ainda segue fraco. O resultado da audiência de conciliação entre os sindicatos das empresas de ônibus e dos motoristas e cobradores estabaleceu aumento salarial, não desconto das horas paradas na greve, a manutenção da Participação nos Lucros e Resultados, entre outros.

Após o término da audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, as garagens das empresas de ônibus foram comunicadas para liberarem os veículos. Porém, o Sindicato dos Motoristas e Cobradores, disse que o retorno dos trabalhadores deverá acontecer após a assembleia programada para às 17h, quando será ratificado o acordo com os trabalhadores.

15h30 – A Prefeitura de Arujá informou ao Diário do Transporte que a Viação Arujá se comprometeu em restabelecer a circulação dos ônibus na cidade na tarde desta sexta-feira, dia 10 de maio. Confira a nota:

“A Prefeitura está em contato com a empresa na tentativa de encontrar alternativas para os passageiros da cidade. A informação mais recente, cedida pela Viação Arujá às 14h30, é de de que todas as linhas municipais e intermunicipais operadas pela empresa voltaram a circular, porém com frota reduzida.

Ainda de acordo com a empresa, a greve afeta 21 mil passageiros, sendo 12 mil nas linhas intermunicipais e o restante nas municipais.”

15h10 – Pelo aplicativo da EMTU mostra que a linha 342 Guarulhos (Jardim Cumbica – Parque Brasília) – São Paulo (Metrô Armênia) tem dois veículos rodando no sentido Metrô Armênia, um passou pelo Supermercados Nagumo da Vila Nova Cumbica e o outro saiu do Shopping Internacional, já na direção do Jardim Cumbica não tem nenhum veículo.

14h50 – Os primeiros ônibus voltam a circular aos poucos pelas ruas de Guarulhos e Região, segundo o Sindicato dos Motoristas e Cobradores, após a determinação do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo de retorno imediato dos motoristas e cobradores aos seus postos de trabalho. A normalização total dos serviços ainda vai demorar um tempo.

Após a realização da audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo o Sindicato dos Motoristas e Cobradores divulgou uma nota sobre o que foi acordado com o Sindicato das Empresas de Ônibus.

Apesar da audiência de conciliação, considerada uma vitória pelo Sindicato dos Motoristas e Cobradores, o sindicato afirmou ao Guarulhos Web que a assembleia marcada para às 17h será mantida.

Confira abaixo a nota na íntegra:

“Em julgamento de greve, realizado no dia 10 de maio, às 10h, no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, com o desembargador vice-presidente judicial Rafael Pugliese Ribeiro, a Guaruset (Sindicato das Empresas de Ônibus) e o Sincoverg (Sindicato dos Motoristas e Cobradores), as trabalhadoras e trabalhadores de nossa categoria conquistaram uma vitória enorme.

Todos acompanharam as dificuldades durante as rodadas de negociação, os empresários queriam, a qualquer custo, implantar Banco de Horas, aplicar 4% de reajuste linear e acabar com a nossa Participação nos Lucros e Resultados.

Em todas as rodadas de negociação, nossa direção, através do presidente Maurício Brinquinho, apresentou dados reais e oficiais.

Foi com esses dados que fomos à audiência no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo e, após explanação das duas partes, Guaruset (Sindicato das Empresas de Ônibus) e Sincoverg (Sindicato dos Motoristas e Cobradores), o desembargador Rafael Pugliese determinou o seguinte:

– Aumento salarial linear de 5,07%;
– Manutenção de todas as cláusulas de nossa Convenção Coletiva de Trabalho;

– Participação nos Lucros e Resultados no valor de R$ 1.300,00;
– Nenhum desconto ao trabalhador e trabalhadora na paralisação realizada hoje, 10 de maio;
– Retorno, imediato, das trabalhadoras e trabalhadores para assegurar o transporte público nas cidades;

Essa vitória só foi possível graças a comprovação de todos os dados que os empresários apresentaram, provando o bom trabalho que essa direção realiza junto com a sua militância e categoria.”

Audiência realizada no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (Foto: Sincoverg/Sindicato dos Motoristas e Cobradores)

12h20 – O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo determinou o fim da paralisação de motoristas e cobradores de ônibus e o retorno imediato da circulação dos ônibus na região de Guarulhos. Segundo o Diário do Transporte, uma audiência de conciliação foi realizada na manhã desta sexta-feira, 10 de maio, na sede do tribunal.

Segundo o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, sindicatos de trabalhadores e das empresas de ônibus concordaram em diversos pontos. Uma assembleia será realizada às 17h na sede do sindicato onde a categoria vai decidir se os trabalhadores retornam ao trabalho ou não ainda hoje.

A greve de ônibus na região de Guarulhos atinge cerca de 389 mil passageiros e afeta todas as linhas municipais e 119 linhas intermunicipais. Apenas os micro-ônibus de permissionários estão circulando na cidade.

Confira na íntegra a nota do desembargador Rafael Pugliese do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo:

“Audiência realizada hoje (10), envolvendo o sindicato patronal e dos empregados do transporte público de Guarulhos e região, suspendeu a greve dos trabalhadores do setor. O vice-presidente judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, desembargador Rafael Pugliese, iniciou conciliação ontem (9), ainda como um acordo pré-processual, mas decidiu pela conversão em dissídio coletivo de greve. A medida foi tomada em razão do interesse público envolvido, afirma.

Os pontos da conciliação, sugeridos pelo magistrado, incluem aumento salarial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor ou de 5% (o que for maior); o não desconto das horas paradas em greve, mediante compensação; e manutenção das demais cláusulas da convenção anterior, com o mesmo reajuste aplicado ao salário, com exceção da Participação nos Lucros e Resultados, que manterá os mesmos valores praticados na norma anterior.

O Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores) se comprometeu a providenciar o imediato retorno de todos os trabalhos que assegurem o funcionamento regular do transporte público. Uma assembleia está marcada hoje, às 17h, para deliberar sobre os termos da conciliação. O julgamento será realizado na segunda-feira (13).”

11h50 – A Linha 13-Jade da CPTM está com operação especial na manhã desta sexta-feira, dia 10 de maio, para auxiliar os passageiros de Guarulhos chegar a São Paulo. O intervalo entre os trens foi reduzido de 20 para 10 minutos. O número de passageiros que embarcaram nas estações Guarulhos-Aeroporto e Guarulhos-Cecap aumentou cerca de 34%.

11h45 – Pelo aplicativo da EMTU mostra que não tem nenhum veículo da linha intermunicipal 253 Guarulhos (Jardim Paraíso) – São Paulo (Metrô Penha) circulando em ambos os sentidos.

11h40 – Pelo monitoramento de trânsito do Waze mostra que a Avenida Paulo Faccini tem congestionamento na direção do Centro, entre a Rua Antônio José Romão Filho e a Avenida Tiradentes.

11h – A Prefeitura de Guarulhos informou que vai entrar na Justiça contra o Sindicato dos Motoristas e Cobradores. Segundo a gestão municipal, a categoria não cumpriu a frota mínima determinada pelo Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo durante a paralisação iniciada nesta sexta-feira, dia 10 de maio.

A Prefeitura de Guarulhos irá entrar com uma representação contra o Sindicato dos Motoristas e Cobradores, pelo descumprimento da medida judicial que determinou a circulação de 70% da frota nas ruas, nos horários de pico.

O desembargador Rafael Publiese Ribeiro estabeleceu cota mínima de 70% dos trabalhadores para os horários de pico (das 5h às 8h e das 17h às 20h) e cota mínima de 50% dos trabalhadores nos demais horários.

10h45 – A TV Diário de Mogi das Cruzes informou que em Arujá, os pontos de ônibus estão cheios desde as primeiras horas da manhã. Segundo o sindicato da categoria, 9 mil funcionários que trabalham em duas empresas que fazem o transporte coletivo na cidade estão em greve desde a meia-noite. A Transdutra faz as linhas que levam passageiros de Arujá para Guarulhos e também para alguns bairros de São Paulo. Já a Viação Arujá que além de fazer as linhas municipais também tem linhas intermunicipais para São Paulo, Santa Isabel, Mogi das Cruzes e Itaquaquecetuba. Desde às 5h, os passageiros não conseguem embarcar. 

10h45 – A TV Diário de Mogi das Cruzes informou que em Arujá, os pontos de ônibus estão cheios desde as primeiras horas da manhã. Segundo o sindicato da categoria, 9 mil funcionários que trabalham em duas empresas que fazem o transporte coletivo na cidade estão em greve desde a meia-noite. A Transdutra faz as linhas que levam passageiros de Arujá para Guarulhos e também para alguns bairros de São Paulo. Já a Viação Arujá que além de fazer as linhas municipais também tem linhas intermunicipais para São Paulo, Santa Isabel, Mogi das Cruzes e Itaquaquecetuba. Desde às 5h, os passageiros não conseguem embarcar. 

10h40 – Informação da EMTU divulgada em seu Twitter oficial:

9h55 – O João Rafael Pinheiro passou pela Avenida Tiradentes:

9h45 – O Sindicato dos Motoristas e Cobradores pede reposição integral da inflação com 5% de aumento real, pagamento de participação nos lucros, vale-refeição no valor de R$ 27,00, auxílio creche correspondente a 20% do salário do trabalhador e proibição da terceirização nas funções.

9h40 – Informação do João Rafael:

9h35 – Para amenizar a paralisação de motoristas e cobradores de ônibus de Guarulhos, a Secretaria de Transportes Metropolitanos determinou que a CPTM amplie o número de viagens na Linha 13-Jade nesta sexta-feira, dia 10 de maio. A CPTM vai aumentar o número de trens em circulação, o que vai reduzir o intervalo entre as composições de 20 para 15 minutos e aumentar a capacidade de transporte de passageiros de 7 mil para 10 mil por hora em cada sentido.

9h25 – As linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU também estão sendo afetadas pela paralisação de motoristas e cobradores, as cidades de Guarulhos, Arujá, Santa Isabel e Mairiporã estão sendo impactadas. Somente na cidade de Guarulhos, 119 linhas intermunicipais estão sendo afetadas. O Guarulhos Hoje informa que na cidade de Arujá, duas empresas aderiram à paralisação, como a Viação Arujá, que opera linhas municipais e intermunicipais na cidade.

9h15 – Linha intermunicipal 110 Guarulhos (Cocaia) – São Paulo (Metrô Tucuruvi):

9h – Informação do Apolinário que mora na Vila Rio:

8h30 – Pelo aplicativo da EMTU mostra que não tem nenhum veículo circulando na linha 588 São Paulo (Metrô Armênia) – Guarulhos (Vila Any). Na linha 341 São Paulo (Metrô Armênia) – Guarulhos (Vila Any), apenas um veículo circulando no sentido da Vila Any e na direção do Metrô Armênia nenhum veículo circulando.

8h20 – O Linhas Metropolitanas informa que as linhas intermunicipais 219 São Paulo (Metrô Armênia) – Santa Isabel (Monte Serrat) e 038 São Paulo (Metrô Armênia) – Mogi das Cruzes (Estação CPTM Estudantes) estão circulando.

8h10 – Uma opção para o passageiro saber se a sua linha intermunicipal está circulando é consultá-la em tempo real no aplicativo da EMTU, disponível para iOS e Android. Pelo aplicativo mostra não tem nenhum veículo da linha 104 Guarulhos (Bom Clima) – São Paulo (Metrô Tucuruvi) circulando no momento.

8h – O Thiago está oferecendo ajuda pra quem quiser ir pra São Paulo:

7h55 – Informação sobre a Linha 13-Jade da CPTM:

7h45 – Informações do João Rafael que está circulando pelas ruas de Guarulhos:

7h30 – Confira na íntegra a nota divulgada pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos):

“A EMTU/SP lamenta a paralisação anunciada pelo Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários e Trabalhadores em Empresas de Transporte de Guarulhos e Região (Sincoverg) para esta sexta-feira (10). A ação pode prejudicar milhares de passageiros de ônibus que se deslocam diariamente de Guarulhos à capital e a municípios próximos.

Como gerenciadora e fiscalizadora do sistema intermunicipal, a EMTU/SP espera que o sindicato cumpra a determinação da Justiça do Trabalho publicada nesta quinta-feira (9) de colocar em circulação 70% da frota nos horários de pico e 50% nos demais horários.

Cabe salientar ainda que as operadoras podem ser autuadas caso deixem de cumprir os horários de partida determinados em contrato.

Para amenizar os prejuízos que a eventual paralisação pode causar à população, a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) determinou que a CPTM amplie o número de viagens na Linha 13-Jade nesta sexta-feira (10). A Companhia vai aumentar o número de trens em circulação, o que vai reduzir o intervalo entre as composições de 20 para 15 minutos e aumentar a capacidade de transporte de passageiros de 7 mil para 10 mil por hora em cada sentido.

Se necessário, a EMTU/SP vai deslocar ônibus de outras linhas da região que tenham itinerário coincidente com as linhas paralisadas para auxiliar no deslocamento dos passageiros de Guarulhos aos destinos desejados.”

7h05 – Informações da situação na Linha 13-Jade:

7h – Mais informações do João Rafael:

6h55 – O João Rafael mostra como está a situação nas ruas de Guarulhos:

6h45 – Segundo informações do G1, no Terminal Pimentas, cooperativas de micro-ônibus não aderiram à paralisação e estão operando. Motoristas e cobradores de ônibus de Arujá, também aderiram à paralisação.

6h35 – De acordo com informações da telejornal Bom dia São Paulo da Rede Globo, além das linhas municipais, 119 linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU aderiram à paralisação de motoristas e cobradores.

6h25 – Nenhum ônibus circulando pela cidade, segundo informações dos ouvintes da Rádio CBN São Paulo. A Prefeitura de Guarulhos acionou um plano de emergência para atender os passageiros.

6h15 – Informação da Camila:

6h10 – Bom dia! Voltamos com as últimas notícias sobre a greve de motoristas e cobradores de Guarulhos nesta sexta-feira, dia 10 de maio. Acompanhe!

Quinta-feira, dia 9 de maio

23h55 – Encerramos por hoje a cobertura sobre a greve de ônibus em Guarulhos. Voltaremos com a nossa cobertura especial no início da manhã desta sexta-feira, dia 10 de maio. Acompanhe!

23h40 – A EMTU informou ao portal Guarulhos Web através de nota que “lamenta a paralisação anunciada pelo (Sincoverg) Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários e Trabalhadores em Empresas de Transporte de Guarulhos e Região. A ação pode prejudicar milhares de passageiros de ônibus que se deslocam diariamente de Guarulhos à capital paulista e municípios próximos”, conclui.

A EMTU ressaltou que espera que o sindicato cumpra a determinação do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo de colocar em circulação 70% da frota nos horários de pico e 50% nos demais horários.

23h30 – A Secretaria de Transportes Metropolitanos informou ao portal Guarulhos Web que determinou que a CPTM amplie o número de viagens na Linha 13-Jade nesta sexta-feira, dia 10 de maio, na tentativa de minimizar os efeitos da paralisação de motoristas e cobradores de ônibus de Guarulhos. A Companhia vai aumentar o número de trens de circulação na linha, o que vai reduzir o intervalo entre as composições de 25 para 10 minutos e ampliar a capacidade de passageiros de 7 mil para 10 mil por hora em cada sentido.

20h50 – A Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana da Prefeitura de Guarulhos já tem elaborado o Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência), que deve atender a grande parte dos 367 mil passageiros que serão afetados pela greve de motoristas e cobradores que será realizada a partir da meia-noite desta sexta-feira, dia 10 de maio.

Entre as medidas emergenciais, a frota de micro-ônibus dos permissionários será reduzida e vai operar como ocorre aos sábados, exceto as linhas que terão funcionamento normal, como são os casos das linhas:

486 Soberana – Terminal São João
480 Parque Santos Dumont – Terminal Taboão
785 Parque Piratininga – Terminal Pimentas
383 Recreio São Jorge – Terminal Taboão
488 Circular Aeroporto
483 Marmelo – Terminal São João

No restante, toda a operação será regulada pela demanda de passageiros. Toda ela será dividida por eixos:

Parque Continental – Centro terá 11 veículos (intervalo de 7 minutos);
Terminal Pimentas – Cecap terá 18 veículos (intervalo de 7 minutos), Cocaia – Centro terá 12 veículos (intervalo de 6 minutos), o Terminal São João – Cecap terá 15 veículos (intervalo de 6 minutos);
Terminal São João – Centro terá 17 veículos (intervalo de 7 minutos);
Eixo Vila Galvão – Centro terá 9 veículos (intervalo de 6 minutos);
Shopping Internacional – Centro terá 10 veículos (intervalo de 7 minutos);
Terminal Cecap – Centro terá 11 veículos (intervalo de 4 minutos);

20h35 – A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) informou ao Guarulhos Hoje que em caso de paralisação, a empresa tomará as medidas possíveis para reduzir o prejuízo dos passageiros. O município de Guarulhos está dentro da área 3 de concessão da empresa. “Cabe salientar que, por contrato, as operadoras podem ser autuadas caso deixem de cumprir os horários de partida determinados. Se necessário, a EMTU vai deslocar ônibus de outras linhas da região para auxiliar no deslocamento dos passageiros de Guarulhos aos destinos desejados”, informa. O aplicativo Cittamobi, disponível pra iOS e Android, é uma sugestão para o passageiro consultar nesta sexta-feira, para saber se sua linha de ônibus (municipal ou intermunicipal) estará circulando na cidade.

16h – Em nota publicada no site do Sincoverg (Sindicato dos Motoristas e Cobradores), o sindicato informa que está dialogando para obter uma melhor solução sobre o caso. “O Sincoverg, assim como a Guaruset e a Prefeitura de Guarulhos, também tem o interesse de encontrar uma solução, adequada, para o conflito, respeitando o judiciário e o direito de greve dos trabalhadores”, informa a nota.

15h50 – De acordo com a audiência, a paralisação de motoristas e cobradores irá afetar cerca de 1.200 ônibus e 710 mil passageiros por dia. “Pelo desembargador vice-presidente Judicial foi deferida a tutela cautelar requerida pelo Ministério Público, vinculando a conduta de manutenção dos serviços essenciais a cargo de ambas as categorias, trabalhadores e econômica, sob pena de multa de R$ 100.000,00 à parte que descumprir”, destacou o vice-presidente Judicial mediador, Rafael Pugliese Ribeiro, sobre a multa em caso de descumprimento em relação a manter a cota mínima de ônibus circulando na cidade.

15h35 – O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo determinou que uma cota mínima de motoristas e cobradores exerçam suas funções nesta sexta-feira, dia 10 de maio, com 70% da frota operando nos horários de pico, das 5h às 8h e das 17h às 20h, e 50% da frota nos demais horários.

15h30 – O Sincoverg (Sindicato dos Motoristas e Cobradores) informou para o Guarulhos Hoje que a audiência de conciliação foi remarcada para esta sexta-feira, dia 10 de maio, às 10h, na sede do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo.

11h15 – Está agendada para às 14h desta quinta-feira, dia 9 de maio, uma audiência de concilicação, a ser realizada no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, entre o Sincoverg (Sindicato dos Motoristas e Cobradores) e o Guaruset (Sindicato das Empresas de Ônibus).

11h – O Guaruset (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos e Metropolitanos de Passageiros de Guarulhos e Arujá) informou ao Guarulhos Hoje que está atuando por meio de todas as medidas cabíveis para encerras as negociações coletivas com o Sincoverg (Sindicato dos Motoristas e Cobradores) sobre a campanha salarial.

10h – A Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana da Prefeitura de Guarulhos já tem preparado um plano emergencial para minimizar os efeitos da greve de motoristas e cobradores de ônibus na cidade. Segundo a secretaria, 66 linhas de ônibus que atendem diariamente cerca de 367 mil passageiros, devem ser afetadas. Em contrapartida, amparada pela legislação, a secretaria já comunicou oficialmente às empresas que durante o período de paralisação elas terão de colocar nas ruas pelo menos 40% da frota para atender a população guarulhense.

O Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) será acionado pela Prefeitura de Guarulhos, no qual os micro-ônibus de permissionários, que prestam serviço dos bairros até os terminais de ônibus, irão estender o percurso para as principais avenidas e à região central da cidade, que normalmente são atendidas pelas concessionárias.

9h – O Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo), que está em campanha salarial, confirmou a greve de motoristas e cobradores de ônibus de Guarulhos para esta sexta-feira, dia 10 de maio. A decisão saiu na assembleia realizada na última segunda-feira, dia 6 de maio, na sede do sindicato, quando os trabalhadores não aceitaram a proposta de reajuste salarial das empresas de ônibus.

Greve de ônibus em Guarulhos
Foto: Sincoverg (Sindicato dos Motoristas e Cobradores)

Antes da realização da assembleia, os ônibus foram recolhidos, prejudicando os passageiros no horário de pico, muitos veículos ficaram estacionados na Avenida Salgado Filho, somente após às 19h os ônibus voltaram a circular até a situação se normalizar.

8h – Bom dia! O Rede Noticiando começa agora a cobertura da greve de ônibus em Guarulhos. As informações serão atualizadas em tempo real. Acompanhe!

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Siga-me:

Posts relacionados

  1. “Desembargador obriga a ter 70% circulando durante a greve”

    KKKKKKKKKKKKKK alguem explica pro desembargador o que é greve, por favor

  2. Anônimo says:

    Referente as vans, tem fiscalização?, a falta de honestidade dessas pessoas, aproveitadores, até quando vamos ter que aguentar essa situação, hoje de madrugada as vans que estava circulando não queria aceitar o cartão BOM só dinheiro, cade a fiscalização da EMTU.

  3. Anônimo says:

    Põem pra andar a cidade solta o que e do trabalhador da céus direito e pronto tiro o pé do freio e desenrola isso

  4. Suze Meire Figueira Gonçalo says:

    Só que antes das 00:00 hrs já diminuiram a frota,meu filho q pega o ônibus na Penha voltando da faculdade ficou 1 hr no terminal q estava com filas imensas…um tremendo desrespeito e falta de humanidade com quem só quer poder voltar p casa,eu como mãe estava já em desespero… graças à Deus acabou de chegar em casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.