outubro 29, 2020

A CETESB concedeu licença ambiental para as obras do segundo trecho do VLT da Baixada Santista. O documento têm validade de seis anos.

O novo trecho deve contar com mais oito quilômetros, e serão construídas 14 novas estações, e mais sete trens em operação.

Atualmente o Sistema Integrado Metropolitano – SIM/VLT, que é operado pelo Consórcio BR Mobilidade, e gerenciado pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), possuí 15 estações e 11,5 km de extensão.

O traçado corta as ruas Campos Mello, Doutor Cochrane, João Pessoa, Visconde de São Leopoldo, São Bento, Amador Bueno, Constituição, Luiz de Camões e a Avenida Conselheiro Nébias. 

A expectativa é que após a conclusão das obras da segunda etapa o sistema receba 35 mil passageiros por dia.

Terceira fase do VLT

O VLT ainda tem uma terceira fase a ser implantada na Área Continental de São Vicente, entre os terminais Barreiros e Samaritá.

Atualmente está em operação o trecho entre Barreiros e o Terminal Porto, em Santos.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Sou formado em Enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais e aspirante em gestão pública. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.