Por determinação da 16° Vara da Fazenda Pública de São Paulo, a CPTM restabeleceu a versão da classificação das propostas técnicas da empresas que enviaram propostas para gerenciar e atuar no planejamento da extensão da Linha 9-Esmeralda.

Neste sábado, 30 de março, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) publicou uma nova relação das empresas classificadas na concorrência.

O certame estava suspenso desde fevereiro deste ano, por causa do recurso judicial do Consórcio LBR-Control TEC que contestou a mudança de critério de classificação por parte da CPTM.

Na primeira versão, o consórcia havia ficado em primeiro lugar com 100 pontos, mas após uma revisão feita pela CPTM, a empresa caiu para segundo lugar.

Confira a listagem das empresas:

1º LUGAR: CONSÓRCIO LBR-CONTROL TEC, composto pelas empresas LBR ENGENHARIA E CONSULTORIA LTDA. e CONTROL TEC GERENCIAMENTO DE OBRAS LTDA. – NT: 100,00 (cem);

2º LUGAR: CONSÓRCIO GERENCIADOR LINHA 9 – ESMERALDA, composto pelas empresas EMPRESA BRASILEIRA DE ENGENHARIA DE INFRAESTRUTURA LTDA., ATP ENGENHARIA LTDA. e METROENG ENGENHARIA LTDA. – NT: 98,80 (noventa e oito vírgula oitenta);

3º LUGAR: CONSÓRCIO SE/L9, composto pelas empresas SETEC HIDROBRASILEIRA OBRAS E PROJETOS LTDA. e EGIS – ENGENHARIA E CONSULTORIA LTDA. – NT: 95,20 (noventa e cinco vírgula vinte);

4º LUGAR: CONSÓRCIO SGVP, composto pelas empresas SONDOTÉCNICA ENGENHARIA DE SOLOS S.A., GERIBELLO ENGENHARIA LTDA., VIZCA ENGENHARIA E CONSULTORIA LTDA. e PAULO OLIVEIRA ENGENHARIA LTDA. – NT: 94,00 (noventa e quatro);

5º LUGAR: CONSÓRCIO GERENCIADOR LINHA 09 – SFB, composto pelas empresas SYSTRA ENGENHARIA E CONSULTORIA LTDA. e FOCCO TECNOLOGIA E ENGENHARIA LTDA. – NT: 90,40 (noventa vírgula quarenta);

6º LUGAR: CONSÓRCIO TÜV-SGS ESMERALDA, composto pelas empresas DUCTOR IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS LTDA. e SGS ENGER ENGENHARIA LTDA. – NT: 88,00 (oitenta e oito); e

7º LUGAR: NÚCLEO ENGENHARIA CONSULTIVA S.A. – NT: 82,20 (oitenta e dois vírgula vinte).

O próximo passo agora será analisar as propostas comerciais para que seja definida a empresa vencedora da licitação.

Essa licitação não envolve as obras, mas sim o acompanhamento e apoio técnico que é uma das obrigações para que a extensão no lado sul da Linha 9-Esmeralda, que contempla as estações Mnedes-Vila Natal e Varginha, seja concluída.

A concorrência foi aberta em agosto de 2018 e já deveria ter sido concluída, entretanto, desde então, vem sendo algo de contestações e recursos administrativos de concorrentes.

Extensão da Linha 9-Esmeralda

O trecho entre as estações Grajaú e Varginha contemplam 4,5 quilômetros e contam com uma estação intermediária, a Mendes-Vila Natal. As obras foram iniciadas em 2013, entretanto, em 2016 foram paralisadas por falta de recursos.

Um dado curioso é que até 2001, os trens da CPTM prestavam serviços até Varginha, mas devido a precariedade da infraestrutura da linha na época, o trecho foi desativado.

Considerada o segundo ramal mais movimentado da CPTM, com a nova extensão, a linha 9-Esmeralda receberá mais de 110 mil passageiros por dia.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.