junho 29, 2022

O organismo humano está sempre preparado para emitir alertas quando seu funcionamento está ameaçado. Sintomas como dor de cabeça, náuseas, perda do equilíbrio, suor excessivo e tonturas, quando sentidos separadamente ou em conjunto, são sinais que exigem atenção e podem indicar a existência de patologias.

Você que sofre com esses e outros incômodos, confira as possíveis causas e tratamentos.

Dor de cabeça: sinal comum e que merece atenção

A dor de cabeça é um mal-estar comum à população, podendo atingir ainda a região da testa, olhos, nuca e têmporas. Quando não estão acompanhadas de outros sintomas, as dores costumam ser tratadas com repouso ou analgesia, porém, é importante reforçar que mesmo quando a dor de cabeça parece um problema banal, suas características, frequência e causas devem ser encaradas com seriedade.

Isso porque, muitas vezes, a dor de cabeça pode ser um sinal de outras alterações no corpo. Confira alguns exemplos:

  • Dor que atinge a região do pescoço pode ser um indicativo de má postura, traumas, movimentos repetitivos, estresse, entre outros;
  • Quando a dor de cabeça ocorre junto aos olhos, pode ser um sinal de cansaço ou de problemas de visão;
  • Dor de cabeça na testa é a mais prevalente e pode ser um alerta para inflamações causadas pela gripe ou sinusite, assim como um sinal de estresse.

Outro ponto importante é a frequência da dor de cabeça. Quando constantes, pode ser diagnosticado um caso de enxaqueca. Este tipo de dor pode ser unilateral e latejante, e suas causas estão associadas a fatores como estresse, ansiedade, sedentarismo, má alimentação ou fatores genéticos.

Quando há uma compressão nos nervos cranianos, como o trigêmeo e o occipital, um processo inflamatório causa constantes crises de enxaqueca. Esse fator pode ser solucionado com a cirurgia de enxaqueca, técnica que descomprime os nervos e alivia as dores dos pacientes que sofrem com essa condição.

Devemos salientar que a dor de cabeça, em alguns casos, é um sintoma multifatorial. Somente um médico capacitado, após avaliações e exames clínicos, poderá diagnosticar a fonte do problema e apontar o tratamento mais adequado. Busque sempre um profissional e não se automedique.

Náuseas

O incômodo no estômago e as ânsias de vômito são comumente relacionados à alimentação. Porém, quando o quadro de náuseas se torna persistente ou está acompanhado de outros sintomas, tais como febre e dores abdominais, é necessário atentar-se às possíveis doenças esofágicas ou gastrointestinais.

  • Gastrite;
  • Refluxo gastroesofágico;
  • Duodenite;
  • Esofagite;
  • Úlcera gástrica.

Essas são algumas das patologias que podem ter como sinais as náuseas e outros incômodos abdominais. Vale também reforçar que pessoas que sofram com náuseas, além de buscarem ajuda profissional, devem revisar os hábitos alimentares.

Perda de Equilíbrio e tontura

A tontura, estado caracterizado pela perda de equilíbrio corporal e instabilidade, é uma condição que pode ocorrer após a ingestão de medicamentos, como também representar doenças cardiovasculares, déficits vitamínicos ou inflamações.

Queixa que não deve ser confundida com a vertigem (sensação em que tudo a volta do paciente está girando), a tontura pode acontecer em casos de:

  • Labirintite, inflamação da estrutura do interior do ouvido;
  • Doença de Menière, causada pelo acúmulo ou aumento da pressão do fluido na orelha interna;
  • Diabetes;
  • Pressão baixa;
  • Anemia.

Suor excessivo

Também conhecido como hiperidrose, o suor excessivo pode afetar, na maioria dos casos, as axilas e as palmas das mãos e pés.

O suor excessivo se torna um ponto de atenção quando ocorre também fora dos momentos de calor intenso ou atividades físicas, podendo ser um indicativo de alterações hormonais ou psicológicas.

Estresse, ansiedade, queda hormonal (principalmente entre o público feminino) são alguns dos fatores que podem desencadear o suor em excesso. Sendo assim, é necessário o acompanhamento médico para investigação das causas e, desta forma, determinar o tratamento mais assertivo.

Sinto todos esses sintomas juntos, e agora?

Como citamos, sintomas como dor de cabeça, náuseas, perda do equilíbrio, suor excessivo e tontura são representantes comuns de condições que afetam a saúde e o bem-estar.

Sejam crises de enxaqueca, estresse ou labirintite, apenas um profissional poderá encontrar a causa por trás dos sintomas e indicar o tratamento específico para o seu caso.

Como acelerar resultados com tratamentos estéticos?

Os tratamentos estéticos, sejam eles faciais ou corporais, são capazes de proporcionar autoestima e aprimorar a confiança do paciente. Atualmente, existem diversos procedimentos capazes de aprimorar a pele e a composição corporal do paciente, garantindo também sua saúde e bem-estar.

Uma pessoa que deseja se submeter a tratamentos estéticas normalmente deseja alcançar os resultados de maneira rápida e duradoura, de modo a fazer o procedimento valer ainda mais a pena. Confira algumas dicas de como fazer isso de maneira eficiente:

Dicas para acelerar os resultados dos tratamentos estéticos

Faça uma avaliação completa

Uma avaliação precisa e individualizada é essencial para identificar as particularidades do organismo de cada paciente, identificando assim os tratamentos estéticos mais adequados para solucionar suas queixas.

Associe técnicas que se complementam

Sempre que possível, invista em tratamentos estéticos que são complementares e favorecem o alcance dos resultados. Caso você esteja realizando sessões de coolsculpting, por exemplo, a eliminação da gordura pode ser favorecida a partir de drenagem linfática. Sempre consulte um especialista para saber quais procedimentos podem ser associados.

Alimente-se adequadamente

Uma alimentação equilibrada é fundamental para a manutenção da saúde e para que o organismo funcione adequadamente, podendo influenciar também na aparência geral da pele, unhas, cabelos e manutenção das medidas. O cuidado com a dieta pode fazer muita diferença nos resultados obtidos a partir de tratamentos estéticos.

Não esqueça da hidratação

A água é outro elemento essencial para o bom funcionamento do organismo e para o sucesso de qualquer tipo de tratamento estético, seja ele corporal ou facial, favorecendo a eliminação de toxinas.

Pratique exercícios físicos

As atividades físicas fortalecem o corpo, o sistema imunológico e promovem a saúde geral, além de acelerar a queima de gordura e redução de medidas. Quando associados a tratamentos estéticos que têm a finalidade de promover eliminação de gordura, os exercícios ajudam a alcançar o efeito esperado de maneira mais rápida, além de ajudar na manutenção do resultado.

Saiba observar os resultados

É muito comum que as pessoas se submetam a tratamentos estéticos desejando resultados imediatos, o que pode levar à frustração quando isso não acontece. Para evitar frustrações, é importante que você saiba como identificar os resultados, sem se cobrar demais por eles.

Caso o procedimento realizado tenha intuito de emagrecimento, por exemplo, nem sempre o resultado será sentido na balança. Muitas vezes, a redução de medidas é muito mais significativa do que a quantidade de quilos eliminados. Este é um resultado bastante satisfatório, e que deve ser observado.

Adote hábitos saudáveis

Além do cuidado com a alimentação e hidratação, alguns hábitos saudáveis podem favorecer bastante o alcance de resultados com tratamentos estéticos.

REDE NOTICIANDO

Siga nossas redes sociais e fique bem informado!

Receba em primeira mão nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram.

Rede Noticiando — A serviço da informação!

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Follow Me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.